Translate

05/10/2010

Despersonalização Borderline


Borderlines podem sentir que não são reais, que são inexistentes, especialmente quando estão sozinhos.

Em momentos de grande estresse ou quando percebem o abandono real ou imaginado, podem dissociar-se, existindo assim a despersonalização

despersonalização pode ser referida por uma sensação de irrealidade, de que nada mais é real em sua volta, nem eles mesmos. Podem acreditar estar num sonho ou pesadelo, cuja sensação de irrealidade é fortemente angustiante. Ainda podem relatar que estão num filme e vêem tudo como se estivessem fora do corpo, como se tivessem se desprendido da sua própria personalidade ou do seu corpo.

Quando estão tendo uma crise de despersonalização, as outras pessoas podem perceber um comportamento levemente anormal, como por exemplo, uma falta de atenção, como se a pessoa estivesse longe, distante ou "viajando".

Alguns borderlines podem conviver dias, semanas e até meses com despersonalização, sendo frequentemente pegos a todo instante pela sensação angustiante de irrealidade e de desprendimento do corpo.

Algumas pessoas relatam que olhar-se no espelho bem como se lembrar da despersonalização piora o quadro, pois sentem-se irreais ou inexistentes.

Borderlines podem ter problemas com a memória e atenção, especialmente em momentos de despersonalização. Eles podem ter "brancos" e apagões.

Após a despersonalização podem sentir ansiedade, causada pela percepção de que realmente estão vivos.

Geralmente a despersonalização é precedida por frequentes indagações e dúvidas a respeito de quem ele é, do que ele gosta. 

Como o borderline não consegue ter uma identidade concreta e definida, ele não consegue se auto definir, não tem certeza de quem ele é e possui um grande sentimento de ter se perdido de si próprio ou de que sua identidade é falsa ou copiada. 

Por isso a instabilidade em suas vidas. 
Sua identidade é, a todo momento, construída e destruída, gerando uma inconstância insuportável.

(fonte: Wikipedia)

26 comentários:

Sb.ela disse...

Wally! Respondendo nunca tive essa sensação de estar num sonho ou pesadelo. Também não sei se tenho "brancos" pq sou mto distraída!
Já li sobre despersonalização e dissociação no Borderline. Mais não entendo.

Wally elsissy disse...

Sobre estar num sonho ou pesadelo também nunca tive, mas sentir que NADA é real a minha volta, nem as pessoas e nem eu mesma já senti.

Problemas com o espelho também já tive.

Mas foi há muitos anos atrás antes do diagnostico correto.
E por na época ser totalmente leiga no assunto, liguei todos os eventos à espiritualidade.
Foi horrível!!!

Nathan Rodrigues disse...

Com a memória eu tenho, mas é raro.

Segundo Freud, não existe diferença para a nossa mente do que é real ou imaginário. Não acredito muito em ciência, mas pode ser. Há coisas que sonho que com o passar do tempo acabo confundindo com a realidade na qual esses sonhos nunca aconteceram.

Wally elsissy disse...

Nathan, com a memória eu também tenho!!
Em várias ocasiões tive brancos de me deixar com muita vergonha... sem contar que atrapalha em muito no meu trabalho.

Mas não posso afirmar se os brancos são causados pelo transtorno em si ou se era apenas estresse normal adicionado a pouco descanso.

Anônimo disse...

INTERESSANTE ESTE TAL DE BORDERLINE, EU TENHO MAIS DE MAIS DE 40 E TENHO ESTE SINTOMA DE TOTAL DESPERSONALIAÇAO E DESREALIZAÇÃO A ALGUMAS DECÁDAS... E FAZ UM ANO QUE CONHCI ESTE DIAGNÓSTICO.. É TUDO ISTO AI E MAIS.. ESTA "MINHA" DESPERSONALIZAÇÃO INFELISMENTE NO MEU CASO É CRÔNICA...

AINDA BEM QUE EXISTE "MORTE"

Anônimo disse...

SE ALGUEM TIVER UM "MILAGRE"

WALDIRJSANTOS@YAHOO.COM.BR

Wally elsissy disse...

Anônimo, você já procurou um psiquiatra?
Só com tratamento adequado seus sintomas vão melhorar.
Não há milagres, há sacrifícios.
Leia os demais posts sobre o assunto.
Se quiser pode me mandar um email.

wallyelsissy@gmail.com

Boa sorte! De verdade!!!

Sb.ela disse...

Ly! Agora entendo o conceito de Despersonalização. Realmente sinto-me como se estivesse num sonho, ou fora do ar. É uma sensação estranha.

Wally elsissy disse...

Faz bastante tempo que não tenho isso... mas ainda me recordo da sensação O_o

P.S. Adorei o apelido ;)

Sáh disse...

oi! Também sou borderline, meus sintomas de despersonalização estão ficando mais fortes eu acho... Não só quanto a sensação de que eu não sou real e problemas com a identidade, mas quanto a confusão com o tempo e espaço, perda de memória, sensação de que as coisas são maiores do que realmente são, etc...

Não sei se existe remédios para isso, vocês sabem se exite?? Já tomo o seroquel XRO mas parece que não está fazendo o efeito que deveria. Meu humor também está voltando a ficar instável.

alias adorei o blog! estou seguindo, bjos. Se quiser dar uma olhada no meu também, fique a vontade! (http://yoyo-sah.blogspot.com/)

Wally elsissy disse...

Sáh, quanto a essa confusão com tempo e espaço e perda de memória, estou sofrendo mais esses dias também :(

Há medicamentos pra controlar esses sintomas sim.
Os anti-psicóticos.

No momento só tomo Sertralina.
E pra dormir, neozine.

bjos e obrigada pela visita!
Apareça sempre!!!

Anônimo disse...

sou borderline e agora estou nessa fase...nada me pareçe real e ainda por cima estou muito deprimida...preferia as fases que me cortava e ficava irritada...tenho a impressão que desta vez não vou voltar mais a realidade...

Reflexões Borderline disse...

Anônimo, vai voltar sim.
Você está tomando os medicamentos direitinho?
Quando voltar no seu médico conte pra ele sobre essa fase.

abraços

Anônimo disse...

Oi anônimo, acho que essa fase de irrealidade se mistura e depressão acontecem juntas com frequencia. Fiquei pensando em mim e sempre é assim.
Você faz tratamento?
Beijos
Maria

Anônimo disse...

Estou perplexa 32 anos e nunca li nada que descrevesse tao perfeitamente o meu sofrimento,é algo tao terrível isso... que vc realmente chega naquela hora tao desesperadora de que a vida nao tem mais nd de bom e acaba fazendo uma grande besteira,já fiz por 2 vezes e estou aki e ainda sem saber direito o ki estou fazendo,confusa,triste,culpada,inútil e o mais engraçado a família nao faz a mínima ideia do que vc tem pois pra eles a vida é tao simples.

Reflexões Borderline disse...

Anônimo, apesar de não haver cura até o momento, com o tratamento conseguimos diminuir e minimizar bastante os sintomas.

Procure um psiquiatra e comece um tratamento o quanto antes. E volte aqui para nos dar notícias...

abraços

Uma mente borderline disse...

Eu tenho, quando estou em um local com muita gente é batata...começo a ficar zonza, minha cabeça meio que roda, não consigo pensar em nada, ando mecanicamente, e quase que fico cega...

Quando discuto com meu marido...eu "viajo" as vezes para meu passado etc...etc...as vezes caiu em situações banais...e ele falando falando...

Ou quando estou conversando com alguém do trabalho que tem uma opnião que não tem nada haver com a minha. Ao invés de eu naturalmente falar minha posição...eu dou uma pausa e viajo...
e travo, as vezes é muitissimo dificil colocar meu ponto de vista...

Fora as vezes que fico pensando na minha vida...
de infância até agora...daí viajo de vez...parece um filme e eu flutuando assistindo tudo...

Reflexões Borderline disse...

Eu raramente tenho, mas jamais acontece quando há muita gente por perto, pelo contrário.

Anônimo disse...

olá,

me senti muito impressionada em ler o texto e os sintomas,poxa que bom que há tratamentos não é verdade!Eu tenho uma pessoa border em minha vida e confesso que estar do lado de cá é muito díficil,são agressões,acusações ,são muitos comportamentos que nos atingem e ler o que está rolando do outro lado de certa forma me fez sentir pena ,eu estava bem nervosa antes de ler o texto!Desejando o mal mesmo,mas me senti horrivel,,pq desejar o mal pra quem já vive um pesadelo é muito ruim;percebo que seria injusto ter raiva de alguém assim tão transtornado,pode existir agônia maior do que sentir-se irreal!?

abraços amigos e como diz a Wally procurem um psiquiátra,pois os remédios ajudam a estabilizar a vida o humor e os sintomas!

abraços
Mel o_o

Anônimo disse...

Comigo, depois da última crise, que foi muito forte, tem acontecido com frequencia, de forma mais branda, mas como foi comentado, quando há muita gente perto, ou quando colocam opiniões diferentes da minha e eu me perto pois dou uma viajada e não consigo me manter centrada pra, até mesmo, lembrar qual era mesmo a minha opinião - acabo me perdendo. Isso não acontece quando estou escrevendo (e daí tenho tempo pra pensar e tenho calma). Quando passo por situações de stress também me desorganizo ...
Na verdade, é apavorante pensar em entrar novamente no estado que estive na forte crise que tive da última vez onde a sensação de estar beirando a loucura era eminente o tempo todo ...
Wally, eu continuo achando que seu blog funciona como um grupo de apoio e quando eu o achei me senti confortada por ver que não estava só.
Beijos a todos,
Maria

Reflexões Borderline disse...

Maria, eu nunca tinha pensado no blog como um grupo de apoio... talvez porque não esperasse esse feedback maravilhoso.
Mas hoje vejo que você tem razão... a gente se ajuda muito por aqui.
E espero que cada vez mais, as pessoas possam se sentir amparadas mesmo que só virtualmente, por aqui.

bjos a todos!!

Anônimo disse...

FERNANDO, NAO SEI O Q TA ACONTECENDO COMIGO, TENHO SENSAÇAO DE IRREALIDADE A TODO MOMENTO, TENHO MUITA DIFICULDADE DE CONCENTRAÇAO,PENSAMENTOS CONFUSOS PENSANDO E MUITAS COISAS AO MESMO TEMPO, TENHO BASTANTE MEDO D PERDER O CONTROLE É NAO COMPRIR MINHAS OBRIGAÇOES CONTIDIANA,ACHO Q VOU FIKAR LOUCO, O Q EU FAÇO, POR FAVOR MIN AJUDE.... GRATO..

Reflexões Borderline disse...

Fernando, a primeira coisa que você tem que fazer é não ficar nervoso, mas respirar fundo para não perder o controle.
E então procurar um psiquiatra e contar todos os sintomas a ele.
Não pode esquecer nada!
Se você não quer ou não pode pagar um particular, procure o CAPS da sua cidade (psiquiatria do SUS) e agende uma consulta o quanto antes. Não fique sofrendo a toa. Há tratamento para isso!!!

abraços

Anônimo disse...

É horrivel sentir isso, eu não existo, eu não sinto, nós não podemos amar, nós mesmos, se é que existiu um dia a nós mesmos, pois o amor passeia ao meu lado e eu simplismente não o vejo, não sinto, não sei quem sou, nem nunca saberei, odeio ser transtornada, odeio existir, odeio respirar, a morte deve me levar, sou um nada e jamais serei alguma coisa, odeio viver superando desafios que os outros não precisam superar, odeio ver a capacidade de amar e não alcança-la, odeio ja ter amado e ter perdido toda a perseverança de uma vida,sou decadente, não existe cura e sim tratamento, comos drogas eu luto contra isso tudo, eu odeio sobreviver num mundo de senso comum, eu odeio não poder ser nada do que escreve, nem critica, sem poder de amar, sem vontade e coragem.
Despersonalização de uma borderline e suas feridas que nunca cecatrizam.

Anônimo disse...

Gostaria de saber se fatos esquecidos por um despersonalizado podem voltar?

Wally disse...

Anonimo, pelo que eu entendo, vai depender do grau da despersonalização.
Pois quando há despersonalização ou dissociação há um distúrbio das funções normalmente integradas de consciência, memória, identidade ou percepção do ambiente. Estes distúrbios podem ser súbitos ou graduais, transitórios ou crônicos. Então acredito que tudo vá depender da situação e da intensidade das emoções envolvidas.

Postar um comentário

Visitas Recentes

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...