Translate

20/09/2011

Depoimento Borderline - Vencendo o Medo


Comentário feito nessa postagem aqui.

Meu nome é Anderson, tenho 30 anos e sou borderline. 

Estou em tratamento constante e tenho algumas crises muito sérias de despersonificação, onde tudo é muito nebuloso e solitário. 

Até pouco tempo, estava sozinho, sem namorada. Mas lendo essa história, pude perceber que é muito melhor ser sincero logo de cara e contar de uma vez que sou border e todas as suas implicações. 

Bom, fui apresentado a uma garota muito legal e me encantei por ela. Primeiro, fiquei me auto-observando: será que gostei mesmo ou é só impulso. Estamos saindo e está sendo muito bom. 

Ontem, a noite, contei tudo para ela. E, pasme: ela entendeu e foi muito querida comigo. E para minha surpresa, ela sofre de depressão e tb está em tratamento e contou tudo sb ela. 

Sabe, Wally, estamos juntos e aprendi, aqui com vc, que a verdade e a coragem devem ser maior que o nosso medo

O border vive com um monstrinho do medo dentro de si, mas eu consegui derrotá-lo e essa vitória está sendo maravilhosa.
Um grande abraço,
Anderson

3 comentários:

Silvana Sousa disse...

É Wally... ouvi sim!! nessas horas eu queria ser uma pessoa mal educada. mas fazer o que né? não foi por mal...

vem cá me diz, posso divulgar teu blog lá no meu cantinho?

bjo

Silvana

Veronika disse...

PARABÉNS, ANDERSON! Desejo toda a sorte do mundo nesse relacionamento! Que possa ir pra frente, que tenha o menor número de crises possível, que o interesse vire paixão, a paixão vire amor, e que a cumplicidade nunca falte. O mais importante, que é respeito e cumplicidade, tem tudo para se fazer presente, pois vocês foram sinceros, verdadeiros, e já partiram de uma tentativa de relação sendo francos, para que cada um saiba o que esperar daqui pra frente. Só posso te dizer que, dando certo, ou não, tu encontraste uma guria bacana, porque ela topou te conhecer mais e seguir investindo mesmo tu sendo border, o que certamente afastaria 98% das outras pessoas preconceituosas e mesquinhas do planeta, assim como tu aceitaste seguir adiante mesmo ela sendo depressiva, o que, mesmo não sendo tão estigmatizante, também já serve como um fator de isolamento social numa sociedade fútil, cruel, que exige TANTO que sejamos FELIZES, BEM SUCEDIDOS, cheios de amigos, POPULARES e "NORMAIS" como a nossa! Parabéns para ambos por essa atitude corajosa, por essa integridade e autenticidade, por não se dobrarem à hipocrisia dos julgamentos da sociedade que virão, caso dê certo, no âmbito do emprego, do círculo de "pseudo-amigos" (caso os tenham), de vizinhos e etc. EU ainda não encontrei o Príncipe que me aceite assim como sou, nem os amigos que me aceitem como eu sou, nem os colegas que me aceitem como sou... sou a margem e a escória, por ser BORDERLINE, mas nem por isso vou fingir nem vestir as máscaras que esperem que eu finja... torçam por mim!

EU, AQUI, CERTAMENTE ESTOU TORCENDO POR VOCÊS! PARA QUE ESSA UNIÃO CRESÇA, PARA QUE SURJA UMA LINDA HISTÓRIA DE AMOR, PARA QUE SE ROMPAM AS BARREIRAS DO PRECONCEITO, PARA QUE AMBOS VENÇAM E CONTROLEM SUAS DOENÇAS E MOSTREM QUE SOMOS IGUAIS A QUALQUER UM: AMAMOS, SENTIMOS, SOMOS INTELIGENTES, TRABALHAMOS, CONSTITUÍMOS FAMÍLIA, NÃO SOMOS LOUCOS, NEM PERIGOSOS, NEM BICHOS SEM ALMA!!!!!

Fiquei muito emocionada com seu relato!

Anônimo disse...

Valeu Veronika!!!
A vida de um borderline é muito difícil, mesmo!
E tb as vezes fico muito indignado com tudo isso que tu falastes.
Tb não sou aceito nessa sociedade hipócrita, nem mesmo pela minha própria família. Sabe que a minha namorada tb sofre muito com a depressão dela, pq na faculdade eles não se aproximama dela, pq ela é muito esquisita e vive "chapada" por tomar anti-depressivo? Vários episódios de bullyng, perseguições, chegou até a apanhar na escola por esse motivo? Eu tb sofro muito.
Mas a minha psiquiatra diz que todo mundo de perto não é normal e todo o mundo tem patologia. Precisamos nos aceitar e seguir adiante. Torço para que vc conheça uma pesso amuito legal, que te ame muito e te aceite como border. Conheço muito Guria "normal" que é falsa, interesseira, mentirosa e pervesa. Nada a ver... viva o s borderlines sinceros e conscientes ( e por favor em tratamento!)
Abraços,
Anderson

Postar um comentário

Visitas Recentes

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...