Translate

21/01/2011

Borderline - Depoimento de Uma Ex


"Por três anos ele me disse que o problema era eu – que minha imperfeição arruinou tudo. 
.
E eu acreditei nele.

Eu virei as costas para alguns de meus bons amigos porque ele não gostava deles. Eu me apressava para casa depois do trabalho porque ele dizia que precisava de mim. 

Eu constantemente vigiava o modo como eu dizia as coisas, pois assim ele não as tomava como um insulto. 

Então nós tivemos uma grande briga, e agora eu estou sozinha e com depressão porque não tenho mais ninguém."
(fonte: trecho extraído do livro Stop Walking on Eggshells)

15 comentários:

Juliana Galante Magalhães disse...

Eu não sei nem o que escrever aqui... meu estômago está embrulhado e minha vista ficou até meio turva...tantas lembranças...Eu volto depois que digerir o post... O post que invade um pedacinho da minha alma em reconstrução...
Beijos querida
Juju

Wally elsissy disse...

Depois que li seu post de hoje entendi seu comentário...

Beijos e apareça sempre!!

Julia Sá disse...

Sou uma esposa arrasada pelo marido border que não admite ser como é e se recusa a procurar ajuda médica. Depois de 12 anos de convivência entre namoro e casamento e seis separações eu finalmente descobri que aquilo que eu vivia tinha um nome: borderline. Chorei quando percebi que eu não era louca. Mas aí grandes estragos já tinham sido feitos: saúde debilitada e isolamento social. Estou aprendendo sozinha a lidar com ele e graças a Deus tenho achado aqui na internet orientações e esclarecimentos.Esse blog aliviou muito meu coração. Que deus abençõe você sempre! Julia

Wally elsissy disse...

Julia,

Imagino que deve ser muito sofrido pra você.
Afinal a gente não pode fazer muita coisa por alguém que não aceita ajuda médica =/

Vou usar seu comentário num post, tá? Na categoria 'Comentários que merecem Destaque'

Bjos e quando quiser me escreva! Aqui ou por email!

Julia Sá disse...

Sim Wally é muito sofrido meeeeesmo, já foi quase enlouquecedor para mim. Graças a terapia e a fé tenho levado adiante mas com a saúde em pandarecos como diria minha avó... gastrite , hipertensão, dentre outras coisas. O que vale é que estou conseguindo me desvencilhar daquelas amarras emocionais e sair do isolamento. Já é um grande passo para mim. Infelizmente para ele não se pode mesmo fazer nada ... Muito obrigada pela atenção e tudo bem quanto ao post. Bjs!

Wally elsissy disse...

Julia, já está pre-programado para se auto postar amanhã de manhã ;)
Dá uma passadinha pra conferir e se quiser, deixar um comentário, OK??

Beijos!!!

Anônimo disse...

Julia para DEUS nada é impossível...acredite NELE.
Acredito que pessoas cuidadoras de borders são abençoadas e muito especiais pois imaginos er dificil, talvez seja até uma renuciação de si muitas vezes para ajudar outro...
Espero que dê tudo certo para vocês...

Abraços Priscila MT.

Julia Sá disse...

Obrigada pela força Priscila. A batalha é ardua e não tem glórias ao final ... mas estamos ai. Aconteceu de eu me casar com um border e pronto.Vai ver Deus achou que eu era melhor opção ... bjs!

Anônimo disse...

muito triste acabo de passar pelo mesmo!E hj estou me reconstruindo aos poucos através de muita terapia e espiritualidade!

abraço que Deus nos ajude pois os estragos emocionais são incalculáveis!

Wally elsissy disse...

De fato, os estragos emocionais são tremendos e incalculáveis... em ambas as partes...

abraços

Marcos Marinho disse...

Olá pessoal.....Descobri o termo "borderline" há exatamente 1 semana. Estava buscando algo que falasse sobre o que sinto há anos, pois esta semana mais uma vez cortei o meu braço esquerdo, e quando comecei a ler a matéria foi forte demais,não me contive e chorei muito. Estou fragilizado e triste...Estou me sentindo vazio neste momento que aqui escrevo. Estou me sentindo só mesmo sabendo que estou comigo.......

Wally disse...

Marcos,

Que bom que você compartilhou seu sentimento.
Ao pesquisar sobre o que você vem sentindo, você já deu um passo importante: o da conscientização.

Agora é preciso procurar um psiquiatra para lhe orientar e tratar.

Não demore!

abraços

Anônimo disse...

nunca ouvi falar de uma ex bordeline. Até onde eu sei, não há cura

Wally disse...

Anônimo, não é ex borderline, é ex namorada de um borderline.

Anônimo disse...

Tambem sou casada com com um Boderline. Apesar do alivio de saber que não sou louca., vejo os estragos emocionais que sofri.Estamos distantes e não sei se oposso fazer algo por ele. Ele fala em separação. Não sei o que fazer.LILIANA

Postar um comentário

Visitas Recentes

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...