Translate

17/09/2011

Depoimento Borderline - Desabafo

Da série: Comentários que Merecem Destaque
Comentário feito nessa postagem aqui.

Tenho 25 anos, fui diagnosticado a alguns anos atrás e já comecei inúmeros tratamentos, mas como tudo em minha vida, não consigo seguir adiante. 

Graças ao meu interesse no assunto consegui muitas informações importantes que me ajudam a não machucar outras pessoas, mas não consigo deixar de me machucar... sou um caso extremo.... 

Já tentei o suicídio 3 vezes e tenho inúmeras cicatrizes no corpo de queimaduras de cigarro e cortes. Sou usuário de drogas e muito promíscuo. 

Em 2008 comecei um namoro, e foi muito estranho. Conforme o tempo passava fui vendo muito de mim nessa pessoa e quanto mais a relação se tornava difícil mais eramos dependentes um do outro. 

Ela não foi diagnosticada pois é mais nova. O transtorno ainda não afeta tanto sua vida. Bom, finalmente ela conseguiu interromper o ciclo e me deixar. 
Acho que ela foi a pessoa que mais chegou perto de me entender, e mesmo depois de 6 meses eu ainda a amo muito! 

Bom, desculpe o falatório, isso foi só um desabafo.

1 comentários:

Veronika disse...

Triste demais a tua história! Mas eu acredito, de coração, que tu possas usar essa perda, esse amor que ela foi capaz de despertar em ti, um dia, para perceber que tu és capaz de ter bons sentimentos em meio ao caos. A percepção desse lado bom, desse lado amoroso de ti mesmo pode ser o primeiro impulso que falta pra te motivar a procurar ajuda outra vez, com outro ânimo, com força renovada, determinado a não abandonar mais o tratamento, a seguir em frente. Porque, agora que tiveste um AMOR VERDADEIRO, sabes que não queres mais a dor de perdê-lo! Consciente disso, estás consciente de que qualquer sacrifício é válido para romper com esse ciclo de dor, de sofrimento mútuo que se experimenta em relacionamentos. Sabes que vai ser difícil. Mas, acredita em mim, o tratamento é necessário. Não desiste! Dá um voto de confiança pra ti, pro terapeuta, pra medicação. Tenta! E olha que te digo isso no auge de uma crise! Espero que tu possas te permitir esse passo em busca de te perdoar, de te autoconhecer, de te amar um pouco mais, para, quem sabe, poder ter um final mais feliz em um outro amor! Beijos e força pra seguir, pra lutar, pra te ajudar! Errar não é vergonha nem condenável, mas seguir sem se tratar, insistir no erro e negando ajuda, é uma atitude ignorante consigo mesmo, é optar por te maltratar, quando há muitas mãos estendidas, esperando por ti!!

Postar um comentário

Visitas Recentes

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...