Translate

20/12/2010

Como se Defender de Um Borderline

Da série: Termos de busca
O termo de busca foi: Como se Defender de Um Borderline?

Bom, a resposta é DEPENDE!
Primeiramente, se defender de quê? Da manipulação? Da agressividade?

E mais uma coisa... O comportamento que você deverá assumir, vai depender do seu envolvimento/parentesco com o border em questão.

Se o borderline é sua mãe, o seu comportamento será diferente daquele que vc assumirá caso o border seja seu marido.
E assim por diante.

Mas há algumas estratégias que podem ser adotadas pelo cuidador (e por outras pessoas) independentemente de qual seja seu envolvimento com a pessoa que tem TPB.

Para combater a crítica do borderline: 

É preciso que o cuidador trabalhe sua auto-estima.

Isso pode ser feito através de terapia, análise ou até mesmo da leitura de livros de auto-ajuda.

Não deixe que sua auto-estima seja rebaixada ou você ficará muito vulnerável às críticas do border e para que você consiga ajudar alguém, é importante que você esteja bem consigo mesmo.
.
Para saber até onde a verdade vai:

Se o border em sua vida o acusa de estar sendo ingrato, insensível, ou de quaisquer influencias negativas, você pode checar a veracidade da acusação com outros.
Pergunte a pessoas que fazem parte de seu círculo familiar e de amizade se eles acreditam existir alguma verdade no que o borderline está afirmando. 

Para se proteger da chantagem emocional: 

Se o border sentir – consciente ou inconscientemente – que a atitude manipuladora que ele por vezes assume está dando resultado, as chances de seu  comportamento repetir-se aumentarão em 100%.

Enquanto que as chances de ele obter progresso no tratamento diminuirão significantemente. 
Por isso não entre no jogo de manipulação do border!

Como? Bem, para o manipulador (seja ele border ou não) é fundamental fazer com que o outro (no caso do border, o cuidador) seja inferiorizado. 
Se você não reagir às provocações, isso não irá acontecer.

Portanto, seja firme para que seu emocional não seja desestabilizado. 
Pense bem antes de dizer qualquer coisa e evite sempre a agressividade.

Quer desarmar um manipulador? Use poucas palavras e sempre que for possível use seu senso de humor, todavia sem ironia!

Para se proteger da agressividade:

Normalmente, os fatores que mais desencadeiam a raiva no border tornando-o agressivo são:
- ter suas necessidades ignoradas
- ser contrariado
- estar sob estresse.

O desespero é o que leva o border a agressividade.

Muitas vezes o border provoca o cuidador para que ele possa intervir por ele e controlar seus impulsos agressivos, já que ele não sabe como fazer isso.

Se você acredita que punir o border quando ele é agressivo vai ajudá-lo, você está redondamente enganado. Ao contrário, tal atitude acarretará ainda mais problemas.
A melhor defesa nesse caso é abster-se de devolver na mesma moeda.
E assim como no caso da chantagem emocional, use poucas palavras.
Seja impessoal e não aja e nem diga nada por impulso.


Lembre-se sempre: 

Por trás de um border agressivo, há alguém extremamente frágil e inseguro que usa a raiva para camuflar seus sentimentos por medo de ser incompreendido...
Wally 

19 comentários:

Anônimo disse...

Obrigado por compartilhar! Mto bom! Gostaria que postasse mais nesse sentido, mas sob a ótica do borderline.

No meu caso (cuidador) a amada borderline, aceita o problema e quer mudar. É uma ótima pessoa mas não consegue evitar transtornos nos momentos de "abandono imaginário" e depois se arrepende. Quais seriam as dicas para uma borderline consciente se controlar quando perceber que está havendo briga? O que ela pode pensar ou fazer para interromper o processo de intolerancia profunda, por alguma frustação boba.

Muito obrigado mesmo!
Minha vida está començando a mudar através das suas palavras. Pessoas como você podem ajudar e muito a eliminar ou reduzir o sofrimento das duas partes envolvidas numa relação com borderline.

Wally elsissy disse...

Puxa!! Que bom ouvir isso!!! =)
Muito gratificante ler seu comentário!!!
Muito obrigada!!

Vou pensar num novo post com as dicas que você me pediu =)

Abraços e boa sorte!!!

Anônimo disse...

Wally, eu que agradeço. Estou aguardando ansioso por suas dicas! Se me permite gostaria de sugerir um título: Dicas de Auto Controle para um Borderline Consciente.

Carla Dias disse...

Wally,

Você tem um blog extraordinário!
Os seus temas são realmente muito interessantes.
Eu iniciei há 1 mês o meu próprio blog, apenas para não me sentir sozinha. Mas não tenho as suas habilidades com as "artes da WEB" e não sei como torná-lo interessante.
De qualquer forma, a partir de agora serei uma visita constante ao seu.
Caso esteja interessada, gostaria que visitasse em http://quasenormal-cd.blogspot.com/ o meu diário convivendo com uma filha de 23 anos que também sofre desta perturbação.
As dicas que lá postar serão uma ajuda preciosa para melhor poder apoiar a filhota.
Obrigada,
Carla Dias

Wally elsissy disse...

Carla, muito obrigada por sua presença no blog e gratíssima por seu elogio ao mesmo. Isso me anima a dar continuidade ao estudo que venho fazendo.

Já estou seguindo seu blog :)

Abraços

Daniê Kitsch disse...

Genial! :D

Anônimo disse...

Oi Wally, tudo bem com você? Adorei a tirinha! É ... como o border se defende do mundo também? rsrs Estou passeando por vários tópicos do blog! Tem muita coisa interessante. Faz muitos anos que apresentei o transtorno e não tenho muito apoio emocional da minha família, o que dificulta demais. Eles não procuram se informar a respeito. Faço tratamento desde a manifestação do problema mas eles veem muito mais como uma coisa que eu tenho que "me curar". Não participam. Acredito que muito gente passa por isso e, novamente, é muito solitário - aliás, é toda a questão do transtorno. Nem preciso dizer o quão sozinha e o quão doloroso tudo isso é pra mim ...
Bem, havia te perguntado por email ... queria saber sobre atividades em geral, trabalho, etc ... dada a insegurança, incerteza, etc ... é muito difícil manter algo por um tempo ... o que quero hoje, não vai ser o que quero daqui uma hora ... a variação de idéias é absurda ... é impossível levar algo adiante como carreira (no sentido que o mundo leva hoje - a longo prazo ... imagina!). Como é isso pra você? Pra outros borders que vc conhece? Ter uma atividade, um trabalho? Se não enjoam fácil de determinada coisa que te pareceu super interessante? E se conseguem se manter financeiramente? Sozinhos? Você pode fazer um post sobre isso?
Obrigada!
Beijos
Maria

Wally elsissy disse...

Sim, Maria... a tirinha mostra a insegurança do border e o medo do abandono...

Vou sim fazer um post sobre seu email.
Ainda nesse fim de semana ;)

bjos e obrigada!

Anônimo disse...

nossa dificil heim lidar com uma pessoa assim!
quando lemos sobre chantagem manipulação ,inferiorização,nossa...border consciente?acho que quando chega a este nível a coisa começa a melhorar pq a cura não têm ,mas a consciência pode ser ampliada.
Boa sorte pessoal *.*

Anônimo disse...

Parece que somos monstros... mas a tirinha mostra o que sentimos...

Wally disse...

É verdade anônimo, eu achei que a tirinha se encaixa perfeitamente.

Tatiana Russo de Campos - Escritora e Artista Plástica disse...

Perfeitamente!

Anônimo disse...

Olá wally! Parabéns pelo seu blog, é fantastico! Eu sou casada com um suposto boderline, suposto porque depois de pesquisar muito sobre o comportamento de meu marido desde que nos conhecemos, me levou a esse tema, mas não é diagnosticado. Vi que ele não se comportava como uma pessoa normal. Mas não quis terminar tudo porque eu quis muito bem a ele, e apesar de tudo eu vi que ele era uma pessoa com um coração muito bom. Enfim, namoramos um ano, mas ele num paiz e eu em outro, e independente de lingua ou cultura, nós brigavamos de mais, pois raciocinamos muito diferente, então casamos e estamos juntos a um ano. Eu tenho dois filhos que não são dele, um menino de 8 anos e outro de 5, e agora nasceu um princesinha e estar com um mes de vida, acontece que eu me preocupo muito com a auto estima de meus filhos, porque meu marido as veses os agride muito com palavras despresiveis, e brigamos feio quando isso acontece, pois eu não consigo controlar quando a coisa parte pra eles. E as veses parece que meu marido faz de proposito para me atingir. E apesar de tantas acusações, ofenças, e surtos de tortura psicologica comigo eu ainda o amo, amo mesmo, e tento olhar sempre o seu lado bom, mas eu preciso de sabedoria e ajuda para lhe dar com tudo isso, pois ele não admite que precisa de ajuda, e diz que sou eu a ruina de tudo, eu e meus filhos, e se eu digo que vou embora pois viver assim não dar, ele diz que eu fiz tudo de proposito para brigarmos porque "eu" quero ir embora. Gente eu ja tentei falar com a familia dele, mas eles mudam o assunto, e outros não consseguem me entender, acham que são briguinhas comuns de casal,as veses me sinto dentro de "um buraco no meio do deserto onde ninguem pode escutar meus gritos" ainda bem que encontrei esse blog que esta me ajudando muito com dicas e experiencias, gostaria muito de saber mais sobre como lhe dar com esse problema, porque com crianças envolvidas fica mais dificil, e eu o amo muito não quero ter que abandonalo um dia... e confesso que com tudo eu aprendi muita coisa boa com meu marido, por isso quero salvar nosso casamento...

Anônimo disse...

nossa...entendo perfeitamente o que voce sente, pois vivo uma situação semelhante; pois embora a depreciação vinda dele ainda não atinja a minha filha, sei que isto é perfeitamente possivel quando se trata do meu marido. Vivo esta angustia mas decidi que se começar a atingi-la, vou deixá-lo, já que a minha filha não merece pagar pelas minhas escolhas.Se pelo menos ele aceitasse o problema e buscasse tratamento? mas não é o caso...confesso que estou a ponto de desistir; não consigo mais suportar o isolamento social; quero viver como todo mundo. estou muito preocupada com a minha filha, pois mudamos de cidade por imposição dele, já que alegava não trabalhar por não se sentir mais feliz onde morava a 28 anos.ahhh...isso é o que gostaria de perguntar: pq o boderline vive querendo mudar de lugar, de casa, de trabalho...será que um dia isso vai parar?? me ajudem, pois mesmo o amando estou muito desmotivada!!!

Anônimo disse...

sabe o que me preocupa, é que os problemas na criança devido o comportamento dele e as brigas na minha casa, surgem depois, eu penso em quando os meus filhos ficarem adolecentes, não vão aceitar as criticas destrutivas dele com facilidade, tenho medo, mas eu ainda tenho esperança porque depois que nasceu a nossa filha ele melhorou bastante no modo de nos tratar, só as acusações sem fundamento é que continuam iguais. Se como somos casados, temos filhos, e eu o amo muito, não quero terminar em separação, mas se eu ver que meus filhos estão infelises ou com problemas eu sou capaz de me separar e levo também nossa filha, mas sei que isso trará muitas conssequencias ruins, e trocar um problema por outro, prefiro tentar... e meus filhos apesar de tudo gostam dele, porque ele também os trata bem... cuida com preocupação, o problema é que quando ele surta, ele não ver ninguem, não se importa com ninguem, ninguem mesmo!! E uma coisa que devemos pensar bem e decidir como devemos agir, sempre medindo as consequencias. abraço e boa sorte querida!!

Anônimo disse...

Wally, se um boder se apaixonou por mim eu por ele, nos afastamos, será que podemos voltar a nos apaixonar? Alias, ele. Estou em remissão e o amo!!

Wally Osvanilda disse...

Sim, naturalmente que isso é possível.
O afastamento é comum no TPB.
Mas é importante que ele se trate, do contrário o relacionamento será sempre permeado de instabilidades.
Abraços

mara casagrande disse...

Sou psicanalista, procuro estudar de alguma forma, tento de todas as formas perceber os "jogos" de manipulação ,porém, qdo o caso é familiar, fica muito difícil...não sei até qdo terei a paciência e a compreensão que precisa nesse caso...
Mas adorei achar esse blog...
vou lê lo todo!!!!
Quero e aceito toda ajuda do mundo!!!

Wally Osvanilda disse...

Seja muito bem-vinda Mara!
Fique a vontade para explorar o blog :)
Grande abraço
Wally

Postar um comentário

Visitas Recentes

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...