Translate

31/08/2011

Comunicado sobre Comentários

Meus queridos leitores,

Venho comunicar que infelizmente vou ter que começar a moderar os comentários.

Hoje teve um indivíduo infeliz (sim, muito infeliz) que como tal veio tentar semear a discórdia e infelicidade no blog ao deixar um comentário muito desrespeitoso se referindo a quem tem TPB.

E como prezo pelo bem-estar dos meus leitores decidi excluir o tal comentário e a partir de hoje estarei moderando todos os demais.

Portanto, assim sendo, eles não serão publicados imediatamente, mas sim quando eu entrar online e os aprovar, OK?

Sinto muito em ter que fazer isso.
Mas não quero que o blog vire alvo de baderneiros.
Sei que vocês vão entender.
Beijos
Wally

Artista ‘fica invisível’ em Fotos

Na série O Homem Invisível, o artista chinês Liu Bolin "se esconde" em cenários naturais para que sua presença mal seja notada quando ele é fotografado.

Para conseguir o efeito, o artista gasta até 10 horas, cuidando de cada detalhe antes do clique.

As fotos em grande escala costumam ser expostas em museus de todo o mundo. 









(BBC)

Depoimento: Eu sou Histriônica e Ele, Borderline


Comentário feito nessa postagem aqui.

Amei essa história, li o post da cuidadora apaixonada e todos os comentários por lá e acabei aqui, sem perceber, de tão intenso e cheio de vida. 

Também namoro um cara border, mas sou histriônica diagnosticada há dois anos. Então nosso namoro é bem complicado. 

Como as coisas entre esse casal deram certo, quem sabe entre eu e o meu namorado border também dê?

Como gosto de ser o centro das atenções o tempo todo e sou mega ciumenta (mas faço tratamento) é difícil... Acho que sou mais complicada que vcs borders. 

Sou tão angustiada, invejosa, manipuladora, adoro aparecer e escravizar o meu namorado, feito uma criança mimada. E olha nesse relação ele deve sofrer mais que eu. 
bjos
Andreia Silvia

30/08/2011

Imagination Has No Limits













Depoimento Borderline - Eu pensei que estava possuído

Da série: Comentários que Merecem Destaque
Comentário feito nessa postagem aqui.

Eu admiro esse blog... tudo aqui é tão espontâneo e verdadeiro...

É a primeira vez que eu posto um comentário por aqui. Mas acompanho o blog há tempos.

Também sou borderline, tenho 40 anos e sou religioso da Igreja Católica, mas não poderei me identificar sob pena de infringir as normas. 

Há pouco tempo descobri minha doença, após muitos anos de sofrimento e de despersonificação. 
Atribuía tudo ao Diabo... pois, só fui conhecer o meu distúrbio com a ajuda de uma pessoa que faz parte da minha equipe de oração que costumeiramente posta comentários aqui no seu Blog, Wally.

Desde que soube da minha doença, de início fiquei com muito medo, confesso, mas depois que mergulhei por aqui, não me sinto tão só.

Achei muito bela essa história de amor e como Deus nos guia por Suas Santas Mãos.

AGRADEÇO TODA A AJUDA, DEUS TE ABENÇÕE HOJE E SEMPRE.
"José"

29/08/2011

Instabilidade Afetiva Borderline

por Maria Roberta
(leitora do blog)

O transtorno de personalidade borderline traz duas características marcantes que são a instabilidade e a impulsividade.
.
Borders costumam ser inconstantes nas suas escolhas, decisões, opções. E são, também, bastante impulsivos.

Por exemplo, com grande empolgação, decidem fazer um curso, certos de que aquilo é o que mais querem na vida. 

Iniciam-no com grande dedicação mas pouco tempo depois, enjoam-se dele e o abandonam. Ou mesmo aparentemente interessados pelo curso, ouvem falar de um segundo curso e, passam a acreditar que esse sim é aquilo que procuravam. 

Abandonam o primeiro (que perde totalmente a graça) e embarcam-se apaixonadamente nesse segundo curso certos de que agora sim, encontraram seu lugar. 

Novamente o ciclo se repete e o curso em andamento acaba perdendo sentido e é abandonado por terem pesquisado por um terceiro curso, por terem ouvido falar de um quarto curso, ou pela possibilidade de agora, sim, um quinto ser o que realmente tem o que buscam... 
Como podemos ver nessa postagem aqui sobre a Inconstância Borderline

Essa instabilidade acontece com coisas mais simples e cotidianas como quando lêem um livro, assistem um DVD, fazem alguma atividade corriqueira.

E, acontece também com relacionamentos afetivos.

O comportamento de buscar vários parceiros(as) vem dessa mesma instabilidade e impulsividade, somados. Está associado ao não saber o que se quer, do que se gosta, o que o preenche, o que faz sentido para si mesmo. 

Está ligado a falta de um ego bem estruturado, bem constituído que acaba levando ao vazio, a um buraco, a sensação de inexistência.

O border está namorando mas, pela sua instabilidade, o relacionamento começa a ficar sem graça. Uma terceira pessoa, então, parece trazer para ele o que ele precisa. 
.
Parece oferecer a ele apoio, companhia, alegria, diversão; enfim, tudo aquilo o que atual relacionamento parece não ter mais. 

Dessa maneira, ele sente-se empolgado por essa terceira pessoa e o(a) atual parceiro(a) passa a não ter importância. Impulsivamente ele abandona o namoro e parte pra nova relação. 

Mas logo a terceira pessoa não o preenche mais e ele pula para uma quarta pessoa. E para uma outra. E outra. E, de repente, ele lembra-se da pessoa com quem namorava. E acredita que ela, sim, tinha o que o preenchia. E volta para ela. Mas assim que ela parece não mais o preencher, o ciclo recomeça.

Essa mudança constante de parceiros(as) não é uma atitude maldosa do border. É uma tentativa de encontrar-se. Uma tentativa muito sofrida para si e para todos que estão envolvidos no processo. 

Ele busca livrar-se do vazio que o invade, da falta de sentido que assombra sua existência e, para isso, age. 
Só que dessa maneira, atinge a si e aos que estão ao seu redor. 

Entenda melhor tal comportamento lendo um pequeno trecho do livro "Stop Walking on Eggshells" que aborda muito bem esse assunto da Instabilidade Borderline.

Por isso é tão importante que o border faça tratamento. É necessário que ele fique consciente dessa dinâmica, do seu comportamento, da sua instabilidade, da sua impulsividade.

Estar acompanhado de um profissional ajuda-o a esclarecer esses momentos nos quais o que o governa são o vazio, o medo, o sentimento de inexistência, a instabilidade, a impulsividade, a sensação de rejeição e abandono.

Esse esclarecimento possibilita-o poder ter uma nova resposta para cada uma dessas sensações e pode levá-lo a uma vida diferente da qual ele possa estar vivendo.

Depoimento Borderline - Limite que Transforma

Comentário feito nessa postagem aqui.

Ah, que romântico....
Ficou a lição de perseverança e amor ao próximo.

Porque essa cuidadora especial não abandonou o Fred, ela continuou perto dele, mas colocou limite

Eu te amo muito, mas não suporto mais tanto sofrimento. Você precisa se tratar, se cuidar

O maior medo de um borderline é o abandono, rejeição e solidão. Como o Fred se sentiu seguro, teve força para procurar o tratamento adequado e nasceu dessa atitude a oportunidade de transformação: um borderline consciente e maduro.

Uma lição para todos nós: borders e não borders. 
O amor é capaz de tudo.
Beijos,
Luciana

Definições

Saudade é quando o momento tenta fugir da lembrança para acontecer de novo e não consegue.

Lembrança é quando, mesmo sem autorização, seu pensamento reapresenta um capítulo.

Angústia é um nó muito apertado bem no meio do sossego.

Preocupação é uma cola que não deixa o que ainda não aconteceu sair de seu pensamento.

Indecisão é quando você sabe muito bem o que quer mas acha que devia querer outra coisa.

Certeza é quando a idéia cansa de procurar e pára.

Intuição é quando seu coração dá um pulinho no futuro e volta rápido.

Pressentimento é quando passa em você o trailer de um filme que pode ser que nem exista.

Vergonha é um pano preto que você quer pra se cobrir naquela hora.

Ansiedade é quando sempre faltam muitos minutos para o que quer que seja.

Interesse é um ponto de exclamação ou de interrogação no final do sentimento.

Sentimento é a língua que o coração usa quando precisa mandar algum recado.

Raiva é quando o cachorro que mora em você mostra os dentes.

Tristeza é uma mão gigante que aperta seu coração.

Felicidade é um agora que não tem pressa nenhuma.

Amizade é quando você não faz questão de você e se empresta pros outros.

Culpa é quando você cisma que podia ter feito diferente mas, geralmente, não podia.

Lucidez é um acesso de loucura ao contrário.

Razão é quando o cuidado aproveita que a emoção está dormindo e assume o mandato.

Vontade é um desejo que cisma que você é a casa dele.

Paixão é quando apesar da palavra "perigo" o desejo chega e entra.

Amor é quando a paixão não tem outro compromisso marcado. Não... Amor é um exagero... também não.
Um dilúvio, um mundaréu, uma insanidade... um destempero, um despropósito... um descontrole, uma necessidade, um desapego?

Talvez porque não tenha sentido, talvez porque não tenha explicação, esse negócio de amor, não sei explicar.

por Adriana Falcão

28/08/2011

De Border pra Border II

Da série: Comentários que Merecem Destaque
Comentário feito nessa postagem aqui.

Eu também me inspirei na sua história Ricardo. E sei como é difícil ser border. 

Talvez com as mulheres seja diferente, não sei. Mas também tenho uma pessoa especial na minha vida, mas já a trai muito e dessa traição, restou um filho.

No princípio eu quis casar-me, mas a moça não quis. Ela era bem mais velha do que eu, mais madura e percebeu que um casamento forçado nunca iria dar certo, no meu caso. 

Eu estava desesperado, sem rumo, coberto de culpa por todos os lados. Mas resolvi contar a verdade para a minha namorada à época e ela entendeu. 

Hoje, estamos casados há três anos e meu filho está muito bem com nós três. A minha esposa é amiga da mãe do meu filho e as coisas caminharam por si

Também sou um border consciente e saudável, porque faço terapia e tomo religiosamente a medicação.

Quando estou entrando em crise, procuro jogar tênis ou vou para a minha aula de boxe, é a maneira que encontrei de extravasar a minha agressividade de forma sadia. 
Boa sorte na sua vida. E coragem, tudo vai dar certo!!!

 Abraços, Maurício

How To Fight Loneliness


video

Alergia à Tecnologia

Você conseguiria ficar sem computador pelo resto da vida? Ou então abandonar seu celular para sempre?

E seria capaz de viver num mundo zerado em tecnologia eletrônica?? Praticamente impossível, não é mesmo?
Hoje em dia as pessoas usam aparelhos eletrônicos todos os dias sem descanso.

Acontece que Debbie Bird foi obrigada a tornar isso possível! Ela, de fato, vive em um mundo onde a tecnologia eletrônica não passa nem perto...

É que a pobre mulher sofre de uma alergia super incomum: alergia à aparelhos eletrônicos.

Ela possui uma sensibilidade ao campo eletromagnético criado pelos mesmos. 

Para poder entrar em sua cozinha tranquilamente foi preciso criar uma zona livre de eletromagnetismos.
A única peça do mundo eletrônico que também faz parte do mundo de Debbie é uma TV de Plasma. Pois esta emite pouquíssimos raios gama sendo que tal intensidade não chega a provocar erupções cutâneas em sua pele.
(fonte da notíca:Dailymail.co.uk/news)

Depoimento Borderline - Resgatando o Passado

Da série: Cativados pelo amor de Fred & Luciana A.
Comentário feito nessa postagem aqui.

Meu nome é Leonardo, sou borderline, tenho 45 anos. 

Vivi há alguns anos atrás um grande amor platônico com uma mulher maravilhosa, que por coincidência chama-se também Luciana. 

Foram momentos tão intensos e profundos, mas por obra do destino, acabamos por nos distanciar. Fui promovido para outra cidade e na época estava mal casado e infeliz. 

O nosso amor era tão grande que jamais poderia compuscá-lo, tornando-a minha amante. Ela jamais aceitaria, também.

Isso foi em 2002. Ela sempre esteve em meus pensamentos, nunca a esqueci. 

Depois disso, entrei em muitas crises e descobri o diagnóstico. Estou em tratamento desde 2004. 

Após ler essa história (de Fred & Luciana), resolvi procurá-la, num bravo ato de coragem, depois de tantos anos. E nada é por acaso, ela não está namorando e aceitou o meu convite para jantarmos hoje a noite. 

Hoje já estou divorciado. Estou me sentindo um adolescente muito feliz!!  
Obrigado pela ajuda. 
Pois foi uma difícil decisão. Desejem-me sorte.  Abraços,
Leonardo

27/08/2011

O Cisne Negro de cada um


Da série: Comentários que Merecem Destaque
Comentário feito nessa postagem aqui.

A teoria de Jung fala do processo de individuação da sombra. Toda criatura humana possui o lado positivo e o lado negativo. 

O ideal sublime da criação é integrar a luz e a sombra.

Todos nós temos no nosso interior os cisne negro e o brancoMas não podemos vivenciar apenas um deles

Quanto mais próximos vivemos da nossa persona de cisne branco, o personagem perfeito, moralista, assexuado, bom, generoso, compreensivo, mais reprimiremos o nosso lado negativo e fortaleceremos a nossa sombra. 

A sombra é a nossa parte que não aceitamos, que nos envergonhamos, reprimimos e escondemos de todos e de nós mesmos. 

E o cisne negro vem a tona, na forma de projeções, acusações, naquilo que não suportamos no outro. 

Na verdade estamos olhando no espelho a nossa própria sombra. Não podemos vivenciar e nos tornar a sombra. Mas aceitá-la como parte de nós mesmos, amá-la e perdoá-la.

No filme "Cisne Negro", como a personagem vivenciava sob a pressão de uma mãe absolutamente autoritária e pervesa, ela para agradar a mãe, passa a viver potencialmente a persona do cisne branco.

Mas tão sufocada que se encontrava, o cisne negro vêm à tona e o processo é esse mesmo. 
É preciso vivenciá-lo ao máximo, para então deixá-lo morrer. Para vir a nascer um novo ser, o integrado ( a sombra e a luz).
beijos
Van

Cegueira Emocional

O problema foi descoberto recentemente por pesquisadores da Universidade de Yale, nos Estados Unidos.

Depois de olhar para alguma imagem forte, principalmente com conteúdo pornográfico, a maioria das pessoas perde a vista por um curto espaço de tempo.

Até agora, nenhum especialista conseguiu explicar o porquê dessa reação. 

A descoberta da cegueira emocional deu origem a um movimento no Congresso americano para que seja banida toda a publicidade com apelo erótico em grandes rodovias do país.


Visitas Recentes

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...