Translate

15/01/2011

Quem Quer Ficar Paraplégico?

Não, não é um convite. É uma pergunta!

Alguma vez você já pensou em passar o resto da sua vida em cima de uma cadeira de rodas? Já teve vontade de ficar paraplégico?

Pois acredite, ser paraplégico é o sonho de algumas pessoas.

Acabei de assistir um filme entitulado "O Outro Lado" que aborda essa questão polêmica.

Eis uma breve descrição do roteiro do filme:

Isaac Knott é um jovem repórter paraplégico de uma pequena rádio pública de Nova York. Certo dia, ele recebe uma denúncia sobre um homem que foi até o hospital local e pediu que lhe amputassem as pernas. Intrigado, decide investigar. No entanto, por conta de sua condição física, ninguém parece lhe dar muita atenção.

Mas as denúncias (sobre pessoas pedindo amputações)  continuam surgindo e, ao dar continuidade à sua investigação, ele chega até uma seita composta por diversas pessoas que, apesar de serem aptas fisicamente, desejam se tornar paraplégicas (tais pessoas são chamadas de pretenders - pois fingem ser paraplégicas), presas à uma cadeira de rodas ou aparelhos corretores.

Agora, a pergunta que não quer calar (e não vai calar nunca):
O que poderia motivar tais pessoas a nutrir desejo tão masoquista?

É neste momento que Isaac conhece Fiona, a autora das mensagens que o levaram à investigação. Ela é saudável, bela mas se sente incompleta. E  deseja a todo e qualquer custo se tornar deficiente, usando aparelho para coluna e até uma cadeira de rodas.

Enfim, o filme fica entre o drama humano e o suspense psicológico. É um filme interessante apenas para pessoas interessadas no desconhecido da mente humana. Mas poderia ser melhor trabalhado esse lado da seita, onde pessoas se reúnem discutindo ansiosamente seu desejo tão obscuro por algo que torna as pessoas tão infelizes.

Naturalmente que curiosa como sou, fui "fuçar" em busca da verdade a respeito desse distúrbio. Imaginei que fosse uma parafilia e BINGO!
Acertei em cheio!!!

O nome dado à esse desejo de ser amputado e/ou ficar paraplégico é  APOTEMNOFILIA.

Da Wikipedia: Apotemnofilia é uma parafilia caracterizada pelo desejo de se ver amputado em uma ou mais partes do corpo.

Relacionado à apotemnofilia, tem-se a acrotomofilia, o devotee e o wannabe.

Acrotomofilia é a preferência sexual por pessoas que tenham alguma parte de seus corpos amputada, pois a excitação é proporcionada justamente pela falta daquela parte. Quando a excitação acontece quando um membro do próprio corpo é amputado, chama-se apotemnofilia ou amelotatista.

Devotee é o indivíduo que é atraído sexualmente por pessoas que são amputadas.

Wannabe significa "querer ser" ("wanna" significando querer e "be", ser).
Wannabe em relação à apotemnofilia é alguém que quer se tornar um ser amputado, certamente sem razão médica. Alguns wannabes são pretenders (se fazem de amputados). Para os Wannabes a amputação é uma necessidade. Alguns chegam ao extremo para conseguir a amputação desejada, pois sentem que o membro sadio os incomoda.

Pode-se afirmar que o prazer de quem sofre dessa parafilia muitas das vezes não se encontra na cópula, mas em alguma outra atividade paralela ao ato sexual, caracterizada pelo desejo de se ver amputado em uma ou mais partes do corpo.

Pois é... certamente há coisas na mente humana que jamais serão explicadas, não é mesmo?
Mas, no entanto, contudo, todavia... Quem sou eu pra julgar uma pessoa que gostaria de ficar presa a uma cadeira de rodas pelo resto da vida, não é verdade? Mas não deixo de confessar que achei bizarríssimo!
Wally

32 comentários:

Driele disse...

nossa wally bizarro é pouco
mas como vc disse sem julgamentos
adorei o no temple:D

Nathan Rodrigues disse...

os desejos são fontes indesvendáveis

diariodehalima disse...

Quando a gente acha que ja viu de tudo...

Nadir Araújo disse...

Vish! E eu que me achava esquisita por sentir a necessidade de guardar os meus cosméticos do maior pro menor, na diagonal e com o rótulo voltado para a frente...
Que alívio saber que tem gente com desejos B-E-M mais estranhos que o meu...
=DD

Wally elsissy disse...

Hahaha essa Nadir... Ri muito agora :D
O que você tem se chama TOC, Nadir e não é uma parafilia ;)
E quase todo mundo tem algum tipo de TOC... seja leve, moderado ou grave!!

Aisha disse...

Nooossa, nunca tinha escutado sobre isso!!
Que coisa estranha!
Nunca poderia imaginar que um ser humano tem esse tipo desejos...
A mente humana realmente nos surpreende!

Lollipop disse...

Aaah... eu gosto muito de andar ..
eu não gostaria de ficar em uma cadeira de rodas por toda a minha vida.
Cada um tem o seu gosto não é ?
beijão amiga saudades
_______________________
http://popasion.blogspot.com

Carla disse...

Uau !!! Bizarro demais, credo !!

Oi Wally, cheguei através do blog da Driele.
Gostei do teu espaço. Posso ficar ???

beijos

Wally elsissy disse...

Opa! Mas claro, Carla!!

Seja muito bem-vinda!!

Apareça sempre! ;)

bjos

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Wally elsissy disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Peço com todo o respeito, que apague o seu "post" com o destaque do meu comentário, e se possível, apague também o cometário esta página, pois é um assunto pessoal, e nunca deveria ter falado dele "em publico".
Peço o seu respeito, em relação a ísso!

Abraços

Wally elsissy disse...

Claro, vou sim deletar.
Eu não achei que você desaprovaria a idéia já que você proprio comentou aqui... eu so quis dar um destaque porque até então desconhecia casos diretos. E foi a primeira prova direta que tive e achei interessante compartilhar.

Sinto muito se o chateei.
A intenção não era ofender... de maneira alguma.

Os seus comentários aqui você mesmo pode deletar.

Vou lá deletar o post com destaque.

abraços

Anônimo disse...

Não , não estou conseguindo deletar os comentários aqui.

Não chateou nada, só não queria é que "toda" a gente soubesse.

Vou ser seu visitante assíduo, blog muito interessante.

E lembre-se sou uma pessoa como qualquer outra!

Abraços

Wally elsissy disse...

Prontinho...

Anônimo disse...

Oi, Wally, fiquei muito surpresa ao ler seu post, e me identifiquei muito com o perfil de pretenders, há alguns anos, comecei a sentir uma atração muito grande por pessoas paraplégicas, e desde então, tento de várias maneiras me tornar paraplégica, até hoje nunca havia encontrado um nome específico para isso, ou que haviam pessoas como eu, sempre havia pensado -e não deixo de pensar - em mim mesma como uma pessoa super bizarra e louca, por sequer pensar em coisas como essa. Mas mesmo assim é bom saber que não estou só.

Wally elsissy disse...

Olá,

Obrigada por seu comentário.
Realmente parece que há mais pessoas que gostariam de ser pretenders do que imaginamos.

Como tenho dito, a mente humana é cercada de mistérios... acho que todos nos temos algum desejo considerado bizarro escondido no fundo da nossa mente...

Gostaria de pedir sua permissão para divulgar seu comentário num post, pode ser?

Anônimo disse...

Sim, claro.

Anônimo disse...

Sim, claro.
Aliás, queria acrescentar que pretenders, na verdade é mais como uma "consequencia" de uma outra síndrome. A síndrome de munchausen by self, que é uma nessecidade compulsiva de produzir uma doença, no meu caso, a paraplegia.
Já cometi muitas loucuras para poder "satisfazer" essa minha necessidade, já tentei muitas coisas, até mesmo lesionar minha medula, e mesmo sabendo que essas atitudes afetarão minha vida pra sempre, não consigo me parar.
Quando vem a necessidade de tentar algo novo, não consigo pensar, na hora eu só posso fazer aquilo, mas no momento seguinte, penso: O que foi que eu fiz? Mas o mesmo acontece quando penso em algo novo novamente, e outra vez.

Wally elsissy disse...

Obrigada. Já postei aqui: http://bit.ly/dEKNiE

Me fala uma coisa, você ja pensou em procurar um profissional da saúde - psiquiatra por exemplo - pra trocar uma ideia??

Porque essa insatisfação deve doer demais...

Anônimo disse...

Sim, na verdade já até procurei um psiquiatra, e cheguei a frequentar sessões regulares durante cerca de 3 meses, nas primeiras sessões eu só conseguia sentar lá e ficar ouvindo as tentativas dele para que eu me abrisse, mas, um tempo depois eu fui me abrindo, e comecei a falar, o que eu não sabia era que, falar sobre isso, tornaria tudo muito pior, então mais ou menos no no fim do segundo mês, não consegui me segurar, aquela vez foi uma das piores, eu realmente quase consegui. Todos sempre acharam - e acham até hoje- que eu sou só uma pessoa com má sorte, que sofre muitos acidentes, mas ele logo soube, conversou comigo, e me diagnosticou com síndrome de munchausen, no início neguei, gritei, briguei, mas eu no fundo sabia que meu comportamento não era normal. Ele quis me prescrever vários tipos de anti-depressivose outras coisas, mas foi aí que deixei de ir.

Wally elsissy disse...

É... eu sei bem o que é isso... já sofri muito nas mãos de psiquiatras incompetentes... anos a fio... mas não desiste, não.
Eu demorei mais de 10 anos para acertar o tratamento para TPB e olha que o meu psiquiatra é do CAPS, não pago um centavo, e ele é MUITO BOM!!!

Anônimo disse...

As vezes também sinto um desejo enorme de ser paraplégica ou ficar na cadeira de rodas por algum motivo mas quero esquecer isso e pensar que o melhor é ser livre e não ficar presa sentada em uma cadeira de rodas não é.
A algum de vocês é deficiente?
R:

Wally elsissy disse...

O primeiro anônimo que postou é deficiente.
Infelizmente ele(a) pediu para apagar o comentário com o depoimento que havia escrito.

Anônimo disse...

Oi wally tudo bem?
Bem, pensei que eu era a única pessoa do mundo que pensava desse jeito.Eu infelizmente tenho esse pensamentos de querer realmente ficar em um cadeira de rodas. Quando me imagino nessa situação quase chego a sentir "prazer" e alegria. Já tentei procurar ajuda mas acho que não tem solução mesmo.
Desde que sou pequeno tenho sonhos constantes em que eu estou em uma cadeira de rodas e não consigo sentir as pernas e movê-las.
Bom enquanto isso não acontece vou tetando parar de pensar nisso e viver a minha vida =)
um beijo, psl.

Wally disse...

Oi Psl.

Parece que esse desejo não é assim tão incomum.
Que tipo de ajuda você procurou? Psiquiátrica?
Acho que dependendo do tamanho da sua frustração, você não deve desistir e deve continuar buscando ajuda.

Obrigada por compartilhar sua experiência.
Vou repostá-la em breve.

beijos

Wally

James O Visionário disse...

Esse filme deve ser interessante...

Veronika disse...

Bizarríssimo! Todos deveriam procurar ajuda, antes de tomar atitudes que os coloquem em uma cadeira de rodas por toda a vida! Eu não me vejo sem fazer minha academia, meu spinning, meu yôga! Uma cadeira de rodas seria uma das piores tragédias pra minha vida. =/

Que triste se sentir assim. ¬¬

SrtªYuukiCross disse...

Oi, Wally..
Eu também sou assim.. nunca entendi o porque disso..
Achei esse texto sem querer e levei o maior susto ao lê-lo ! Nunca ia imaginar que outras pessoas também eram assim, ou que isso é um distúrbio.
Desde pequena, não me lembro com que idade começou, eu ficava me imaginando nessa situação, e eu gostava ! Me interessava por novelas ou filmes que passavam na tv sobre o assunto, e antes de dormir criava um mundo imaginário em que eu era paraplégica.. desculpa se não me expressar muito bem mas.. é a primeira vez que falo disso em toda a minha vida. às vezes imaginava que eu era uma super-heroína que se feria, ficava internada, quando fui crescendo mais eu simulava cenas de novelas que tinha assistido (com eu sendo a personagem paraplégica), eu sabia que era ruim ser,nunca tentei ficar mesmo paraplégica, mas não controlava a vontade de me imaginar assim ! Lembro que quando brincava de casinha, eu queria ser uma 'filhinha' paraplégica..
ha 1 ou 2 anos, passei a ler livros ( Estrelas tortas, Feliz ano velho, etc..) sobre o assunto,pesquisar no google tudo sobre o assunto, para poder me imaginar melhor nessa situação, até add comunidades sobre isso no orkut, cheguei até mesmo a amarrar o cobertor em minhas pernas para que elas ficassem dormentes e eu pudesse ter a sensação de como era, ou ate mesmo ficar de 40 minutos a 1 hora sem move-las até esquecer que as estava sentindo, emfim, é bastante constrangedor.. Enquando tantos deficientes dariam tudo para terem pernas saudáveis, eu aqui com essa bizarrice..
Hoje em dia não me imagino muito sendo paraplégica, mas continuo criando mundos imaginários onde estou muito doente, ou em um hospício.. etc e gosto de me imaginar nessa situação.
Espero que não se assuste com meu depoimento..
(E não me importo em ir parar no 'Pessoas esdrúxulas' afinal.. o sou não é ? rsrs)
Obrigada.

Roberto Cadeirante disse...

OLa tenho 48 anso e sempre tive e ste desejo, hoje tenho cadeira de rodas, uso sempre qeu psso, tambem me sentia estranho , mas hoje faço acompanhamento psicoloigo com um psicolo do IPQ, etamos tentando entender oq eu sinto, gostaria de encontrar mais pessoas para poder conversar .

Roberto Cadeirante disse...

OLA sou wannabe gostaria de encontar com o desejo de s er paraplegico para torcarmos experiencais.

LEARTS disse...

GENTE FAZEM 4 ANOS Q ESTOU PRESA A UMA CADEIRA DE RODAS... ME DEU UMA LESAO NA MEDULA,SO FAÇO XIXI ATRAVEZ DE SONDAUSO FRAUDA....ESTOU COM UMA DEPRESSAO,QUERO MINHA VIDA DE VOLTA,....SABE O QUE E´VC NAO VALER-SE POR TI MESMO....HJ ESTOU TRISTE CHORANDO PQ MEU MARIDO RESMUNGOU Q JA ESTA FARTO DE TUDO ISSO....E APROPOSITO MINHA MAE VIVIA AQUI NA ESPANHA COMIGO,ME CUIDAVA COM MAIOR MIMO,FALECEUA 8 MESES...PERDI MINHA MAE E MEU APOIO....GENTE CADA UM E´CADA UM,....SEI LA VOCE OLHANDO PELO LADO ESPIRITUAL EM OUTRA VIDA,ESSA PESSOA NAO TINHA ESSE MEMBRO,E ELE SE ACOSTUMOU,NA VIDA MINHA GENTE E´UM GRANDE MISTERIO QUEM SOMOS NOS PARA JULGAR,,,,TODOS NA FACE DA TERRA TEM SUAS MANIAS....NAO JULGAREMOS MAS AMARIA A VOLTAR ANDAR,MAS SI MI PARAPLEGIA SERVE PRA AJUDAR-ME OU AJUDAR ALGUEM....

Postar um comentário

Visitas Recentes

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...