Translate

17/08/2011

O Border Ama de Verdade?


Da série: Comentários que Merecem Destaque
Comentário feito nessa postagem aqui.

Borders gostam, e gostam MUITO. 
Demoram a se ligar afetivamente, pelo medo do abandono.

No entando, ao abrir uma brechinha para que haja uma ligação afetiva, essa ligação passa a ser muito forte. 

E o grude, a sensação de sufoco, passa a ser o medo do abandono... Isso varia de border pra border porque, claro, somos pessoas diferentes, que viveram coisas diferentes. 

Não dá, simplesmente, pra rotular todo mundo da mesma forma... Alguns grudam mais, outros menos... Alguns agridem mais, outros menos... alguns se cortam, outros não ... 

Cada pessoa é um universo... E, no caso de ter um transtorno, apresenta algumas características que se identificam no grupo.

5 comentários:

Julianna Louise disse...

Eu tenho MUITO medo de abrir meu cora§ão pra alguém mas quando fa§o isso eu fico TOTALMENTE dependente dessa pessoa e é aí q mora o problema.
No come§o o cara acha legal e tal, depois come§a a se sentir sufocado.
Tem outra coisa, como no início do relacionamento eu NÃO TÔ NEM AÍ, o cara faz DE TUDO pra me conquistar (quando o cara tá afim de algo sério), só que isso acaba virando um problema futuro. Pq isso acontece ??? Pq quando eu estou na fase inicial, do medo de amar, de sentir algo por aquela pessoa, ele faz de tudo para que eu possa gostar dele. Então, claro, com tanto cuidado e aten§ão eu acabo me apaixonando e consequentemente "grudando". Quando o cara percebe q já estou na dele, ele para com toda aquela aten§ão e grude e eu fico sentindo falta daquele carinho inicial e come§o a sentir q ele está me abandonando e daí aquela sensa§ão de abandono vem com for§a total e come§am as brigas e acusa§ões.
É HORRÍVEL viver desse jeito, parece q nunca tenho amor e aten§ão suficiente e estou sempre sozinha, abandonada e vazia :-(

Wally disse...

Puxa Ju...

Parece que conforme eu ia lendo seu comentário, eu estava lendo meu próprio diário...

Sentimentos Idênticos!!

bjos minha linda!!!

Anônimo disse...

Vinha pensando justamente nisso enquanto voltava do meu curso hoje...

Será que um border ama? Será que é capaz disso? Ou será que a vida do border resume-se a uma troca de favores, nos vinculamos a pessoas que nos tratam bem e cuidam da gente???

M.K.

Tay disse...

Acho que sim. Por sentirem de forma diferente, o border ama sim. Talvez ame até de forma estranha, mas ama de verdade, e sofre. Se não amasse, não teria tanto medo da rejeição. Mesmo que o sentimento 'preto-e-branco', de amor e ódio, se manisfestar quanto a mesma pessoa, sim, amamos de verdade.
Por mais que pareça que não, mas é possível sim. No meu caso: eu preciso de atenção o tempo todo. Me sinto rejeitada e acho que vou ser abandonada quando ele não presta tenção em mim. Me sinto inútil, não me sinto suficiente. Mas quando eu me sinto abandonada, eu odeio ele. Naquele momento. Sinto raiva, sobe aquele calor de raiva, de ódio mesmo. Odeio isso, mas sinto. Mas é só receber atenção de novo que eu volto a amá-lo com toda força e o medo de ser abandonada, que nunca foi embora, nem quando eu estava odiando ele, acaba me fazendo agir de alguma forma que eu sinta que ele não vai me abandonar. Ele cansa desse meu jeito, e começa a ignorar minhas reclamações e tentativas de chamar atenção. E brigamos, e eu o odeio de novo. E ameaço ir embora e vou (pois na maioria dos casos quem vai embora sou eu, mas sempre querendo ver a reação, é um tipo de 'teste' eu acho, mas impulsivo.), ele corre atrás de mim, me sinto com atenção novamente, e assim por diante... E o ciclo se repete... Mas no fundo, mesmo o odiando nas situações, eu não deixo de amá-lo. E não quero que ele vá embora, nem deixo que ele me abandone.

Ficou meio confuso, mas enfim... Acho que é isso.
Beijos

Anônimo disse...

O meu namorado faz isso Tay, o tempo todo comigo.
Não sou border, mas já fui casada com bipolar e logo depois namorei um cara portador de psicopatia. Bom já deu para perceber que não sou nada normal, né? Mas, bem , esse meu namorado border faz exatamente isso comigo. Lendo seu comentário, conversei com ele e perguntei a ele se sentia como vc. Sabe, Tay para a minha total surpresa ele disse que sim. Resumo: estamos muito bem e eu que agora sei que na verdade ele me ama sim e que vive me testando só para saber que NÃO VOU ABANDONÁ-LO em hipótese alguma. Ficamos mais unidos. Obrigada, Tay, de verdade. Torço por vc! Acompanho seus depoimentos e na maioria das vezes fico muito sensibilizada.
Sinta-se muito importante, pq no meu caso vc salvou o meu namoro.
bjos
Louise A.

Postar um comentário

Visitas Recentes

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...