Translate

28/08/2011

Depoimento Borderline - Resgatando o Passado

Da série: Cativados pelo amor de Fred & Luciana A.
Comentário feito nessa postagem aqui.

Meu nome é Leonardo, sou borderline, tenho 45 anos. 

Vivi há alguns anos atrás um grande amor platônico com uma mulher maravilhosa, que por coincidência chama-se também Luciana. 

Foram momentos tão intensos e profundos, mas por obra do destino, acabamos por nos distanciar. Fui promovido para outra cidade e na época estava mal casado e infeliz. 

O nosso amor era tão grande que jamais poderia compuscá-lo, tornando-a minha amante. Ela jamais aceitaria, também.

Isso foi em 2002. Ela sempre esteve em meus pensamentos, nunca a esqueci. 

Depois disso, entrei em muitas crises e descobri o diagnóstico. Estou em tratamento desde 2004. 

Após ler essa história (de Fred & Luciana), resolvi procurá-la, num bravo ato de coragem, depois de tantos anos. E nada é por acaso, ela não está namorando e aceitou o meu convite para jantarmos hoje a noite. 

Hoje já estou divorciado. Estou me sentindo um adolescente muito feliz!!  
Obrigado pela ajuda. 
Pois foi uma difícil decisão. Desejem-me sorte.  Abraços,
Leonardo

23 comentários:

Anônimo disse...

Wally, tenho novidades...Estou namorando!!!Estou muito, muito feliz.
Obrigado por postar o meu post. Nosso jantar foi espetacular, fui muito sincero, abri o meu coração sem esconder nada da minha doença. Mas me coloquei que estou realmente levando muito a sério, pq eu já a amo há anos.
Um beijo
Leonardo

Wally disse...

Aiiiiiiii não acredito!! :)
Que maravilha Leonardo!!!!!
Que notícia fantástica!!!!
Estou MUITO feliz por você!!!
Obrigada por compartilhar esse momento com a gente!!!
Parabéns!!!!!!

Beijo e apareça quando puder!!!

Anônimo disse...

Quero aproveitar essa oportunidade para te agradecer. Você é realmente uma pessoa
cativante e generosa. Pode imaginar como transformou a minha vida?
Eu estava tão sozinho e sem perspectiva, e de repente com a história da cuidadora apaixonada eu me vi tendo sonhos românticos novamente. Estou tão feliz, querida Wally, muito feliz mesmo. Estou mergulhado no meu tratamento de corpo e alma. Porque quero curar a minha instabilidade emocional da forma mais "possível" e estou aprendendo a lidar, aos poucos, com ela.
E olha o seu blog foi um milagre na minha vida que antes era absolutamente solitário. Eu pude ler os comentários, as dicas, trocas de informações com outros borders e está sendo extremamente produtivo na minha vida.
Felicidades!!!
Leonardo

Wally disse...

Leonardo,
Muito obrigada por retornar aqui e vir compartilhar seus sentimentos.

Eu também estou muito feliz por você.
A cada dia que passa agradeço o fato de a Luciana A. ter aparecido aqui e postado aquele comentário. A repercussão está sendo gigantesca e está atingindo muitas pessoas e mudando muitas vidas.
Que isso sirva sempre de exemplo e alerta para lembrarmos do grande poder que a palavra tem.
E podemos e devemos usar isso em nosso favor.
Pensemos positivo... sempre!!!

Grande abraço!!!!

Wally disse...

Ahhh e apareça sempre :)

Anônimo disse...

Que história fofa essa do Leonardo também!!!
Beijos
maria roberta

Anônimo disse...

Wally querida,
Estou tão emocionada... de verdade!!!
Nunca imaginei que ao postar a minha angústia pela primeira vez, a minha vida fosse se transformar tanto: e para melhor, muito melhor!!!
O Amor é único e poderoso, transformador. E devo tudo a você!!! Foram as suas palavras acolhedoras e de incentivo ao Fred e a mim, que ambos buscamos ajuda e união.
Desejo muita felicidade a esse casal maravilhoso ( Leonardo e Luciana), que sejam coroados de bençãos e continuem unidos e cúmplices, sempre.
Luciana A. ( "cuidadora apaixonada")

Wally disse...

Eu posso imaginar.
EU estou emocionada demais com essa repercussão toda... fico imaginando você!!!

Tudo isso é muito maravilhoso!!!

Um super beijo, Lu.
Você é D+!!

Anônimo disse...

Também adorei essa história...muito linda!!!
Ah, estou vivenciando tempos românticos, depois que sai de uma crise muito tensa.
Mas, estou de volta, e viva.
Embora, não esteja me adaptando bem a troca de medicação, estou me esforçando muito. Essa história é muito bela, a inspiração da inspiração. Desejo boa sorte ao Leonardo na sua nova jornada.
abraços,
Mirella

Wally disse...

Oi Mirella,

As vezes acontece mesmo de termos algumas reações desagradáveis na troca da medicação.
Mas fique de olho.
Se dentro de poucas semanas você continuar achando que não está se adaptando, escreva todos os sintomas (para não esquecer de nenhum) e leve até seu médico.

Bjos (depois volta aqui pra contar se melhorou)

Anônimo disse...

Querida e amada Wally,
Estou tão feliz por mais essa bela história de amor, respeito ao outro e superação.
Quando nós borders presenciamos essas histórias é muito maravilhoso, porque podemos sentir o quanto que o tratamento somado a força de vontade e vontade de vencer, com uma pitada de coragem podem fazer TODA A DIFERENÇA. Estou muito feliz pelo Leonardo. Parabéns, mesmo!!!
Essas conquistas são preciosidades na nossa vida de borderlie. ou seja, podemos fazer a diferença. Borders podem ser felizes, sim!
Um border feliz é um border consciente!!!
Um border saudável vive em tratamento para o resto da vida. A terapia e a medicação é o nosso oxigênio. Nós dependemos dele para viver.
Um enorme beijo, Wally,
sua admiradora,
Van

Wally disse...

Oi Van,
Muito feliz em ter você por aqui.
Amo ler seus comentários sempre tão construtivos.
Realmente é possível vencermos obstáculos gigantescos mas para isso precisamos estar munidos de disposição e do armamento necessário: tratamento adequado.

Beijão querida!!

Anônimo disse...

Querida amiga Wally,
Estou retornando para contar as últimas novidades, estou muito bem. E adotei um lindo cão labrador. O nome dele é Rojer. Estamos nos dando muito bem. E resolvi praticar tênis, duas vezes por semana.
O meu namoro com a minha cuidadora, está indo maravilhosamente bem. E estamos muito felizes juntos. Ela está me apoiando muito, e está sempre visitando o seu blog, comprou alguns livros e se inteirando sobre o nosso distúrbio. Dias desses, entrei numa leve crise e sumi. Ela me acompanhou e ficou em casa me apoiando. Quando retornei da crise, ela me disse que a companhia de um animal de estimação seria muito bom para mim. Na hora, confesso, me deu um medo do cão não gostar de mim e me rejeitar. A Luciana riu e disse que isso nunca iria acontecer e resolvemos adotar um cão que tivesse a mesma história de rejeição como eu. E essa experiência tem sido maravilhosa. Acho que ele está com mais medo que eu....
Um grande abraço,
Leonardo

Wally disse...

Eba!!! Que maravilhaaaa!!!
Muito boas notícias, apesar de saber da sua crise.
Realmente há dias difíceis mesmo.
Mas a gente chega lá :)

Não é uma delícia ter cachorro?!?!?!
Ahhh eu AMO o meu!!!
E também é um labrador!
Na verdade é uma mistura de labrador com golden.
Eu acho que todo border deveria ter um animal de estimação. De preferencia, um cachorro.
O meu é o meu porto seguro emocional.

E praticar um esporte também vai lhe fazer MUITO bem!!!!
Ah, que bom que você apareceu!!
Venha sempre dar notícias, tá???

Um abração pra você e pra Luciana!!!

Ahhh e diga pra ela que a idéia dela em adotar um cão foi MA-RA-VI-LHO-SA!!!

Vai lhes fazer muito bem!!!!

Anônimo disse...

Adorei ler essas notícias do Leonardo!!
Que coisa boa!
beijos
maria roberta

Anônimo disse...

Muito obrigado pelo carinho de sempre, Wally.
E a minha namorada agradeceu muito pela sua generosidade conosco.
Mas, confesso que cuidar de um animal de estimação está sendo um grande desafio! Ele é filhote, ainda, imagina o trabalhão que está me dando....rsrsrs comeu o meu tapete, meus sapatos estão destroídos...e ainda, tenho que ensinar a fazer as suas necessidades básicas...é tem sido um grande desafio. Ainda, mais, que moro sozinho. Mas, é tão bom quando chego em casa e ele faz a maior festa e é um amor tão sincero, né?
Tenho uma pessoa que cuida dele até eu chegar em casa após um dia de trabalho. As vezes, cuidar dele me gera uma certa ansiedade, mas estou aprendendo a lidar com esses sentimentos.
Obrigado, mais uma vez pela sua amizade,
abraços,
Leonardo

Anônimo disse...

Maria Roberta,
Muito obrigado pela força. Gosto muito de ler seus posts. Parabéns!!!
Abraços,
Leonardo

Wally disse...

Ah Leonardo, sei bem do que você está falando rsrsrs
Me lembro bem de quando o Bolotta estava nessa fase ainda...
Também destruiu muita coisa minha.
Mas olha, aos poucos vai passando.
Você tem que fazer ele gastar essa energia.
E dar bastante brinquedinho pra ele roer.
E caminhar com ele.
E vale a pena.
Eles são inteligentíssimos. Aprendem muita coisa sozinhos.
O meu aprendeu a trazer meu par de tenis sozinho, acredita? E a fechar o saco de ração também, veja o video aqui:

http://osborderlines.blogspot.com/2011/09/meu-caopanheiro.html

Entre tantas outras coisas.
Fora o amor que eles tem pra dar. É muito amor.
Volte sempre aqui pra ir dando notícia, tá?

Abração pra você e pra Luciana!!!

Anônimo disse...

Olá querida Wally, como vai?
Eu estou muito feliz e a cada dia estou mais consciente de que tenho que me superar a cada dia. Estou me adaptando com a medicação, e confesso que não é nada fácil conviver com os efeitos colaterais, principalmente, porque fico muito enjoado, tenho dores de cabeça e azia. Por outro lado, eu estou muito satisfeito porque estou conseguindo estabilizar meu humor e minha agressividade. Estou me conhecendo e o apoio da minha namorada tem sido muito importante na minha vida. Hoje, feriado, tivemos um dia muito especial. Passeamos no parque com o nosso filhote Rojer. Foi muito bom...tudo estava tão certo, tão simples, sabe, tão nos trilhos: um belo dia de sol, um casal apaixonado correndo sob as árvores atrás de um cãozinho levado....tomamos sorvete, rimos, conversamos. Tão simples...coisas que nunca dei valor. É, a vida também pode ser muito boa.
Um grande abraço,
Leonardo

Wally disse...

Leonardo!!! Meu estimado amigo!!
Que bom ter noticias!!!
Eu estou bem cansada...
Sai de uma crise há pouquissimo tempo e ralei muito trabalhando como tradutora e pra piorar o blogspot deu problema e não estava aceitando comentários, o que me aborreceu bastante...
Mas a vida é assim mesmo... com altos e baixos :)

Fiquei MUITO feliz com suas noticias, apesar de você ainda sofrer um pouco com os efeitos colaterais. Acredito que com o tempo eles amenizarão.

Super abraço pra vocês 3 ;)

Anônimo disse...

Ah, Wally, sei muito bem como se sente, ah, como sei...
O importante é que com o blog, agora, está tudo bem. E informática é assim mesmo...invariavelmente não funciona.
Essas coisas aborrecem...e como!
Quanto a sua crise, que bom que vc saiu dela e retornou bem. Há pouco tempo saí de uma, bastante forte. De toda a sorte, estamos bem.
Um grande abraço e obrigado pelas palavras encorajadoras.
Leonardo

Anônimo disse...

Querida amiga Wally, como vai ? estou com muita saudade....aproveito esse momento para compartilhar as últimas novidades. Estou muito comprometido com o meu tratamento e com a medicação. Ao longo do meu tratamento psicológico, tive ímpeto de abandoná-lo por várias vezes, mas logo me arrependi e retornei todas as vezes às sessões. Embora, sempre que na terapia toca em algo que sei que vai ser difícil lidar...mas é preciso ter coragem para lidar com essas situações delicadas, mas que machucam tanto. Meu namoro está ótimo e estou muito feliz com esse relacionamento. Estou conseguindo ser um namorado bacana. Meu cachorro continua aprontando ahahaha e eu já não consigo viver sem ele aqui em casa. Profissionalmente, estou mais realizado, procuro me tornar mais constante. Por falar em novidade, depois de muita insistência da minha namorada, nós estamos fazendo aulas de yoga. Dá para acreditar, mas está me fazendo muito bem...no começo, confesso que estranhei muito, mas depois de um mês de aula, estou muito mais comedido e centrado. E eu sugiro que faz muito bem para quem tem o nosso distúrbio, minha ansiedade melhorou muito.
Nesse feriado, estou com a minha agenda cheia e com vários eventos familiares. Estou resgatando essa parte da minha vida.
Um grande abraço,
Leonardo

Wally disse...

Leonardo!!!

Que bom te ver por aqui!!! :)
Adoro quando vc conta as novidades.
Principalmente do tratamento e do cachorro hehe
Eu arrumei mais um, acredita?
O motivo principal foi pra fazer companhia pro Labrador que é muito grudado em mim... mas confesso que estou adorando ter mais um. rsrsrs

Abraços e volte sempre!!!

Postar um comentário

Visitas Recentes

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...