Translate

25/01/2011

TPB - Situações de Não-Vitória


Uma borderline sugeriu que talvez colocar outras pessoas em situações de não-vitória fosse uma variação de “tudo é sua culpa”. 
Como ela disse:

"Isso me permite ter auto-aprovação, quando a aprovação tem sido pouco suprida em minha vida. Então talvez isso seja um modo de agarrar alguma coisa que eu sentia que não possuía antes, mesmo que isso afaste outros e me prejudique no final das contas."

Outra possível explicação para a criação de situações de não-vitória é que a pessoa com TPB talvez esteja dissociando. Alguém que está dissociando ou sob um grande estresse emocional pode não se lembrar o que disse ou fez anteriormente.

Muitas pessoas com TPB que foram entrevistadas, não se lembravam de ter colocado seus amigos e familiares em situações de não-vitória – mesmo que os mesmos pudessem citar muitos exemplos.

A pessoa com TPB  pode ser contraditória, assim aparentemente causando situações de não-vitória, devido a ter um senso contraditório de si própria. A fim de afirmar suas preferências, a pessoa deve ser capaz de identificar claramente seus sentimentos e opiniões. Somente quando consegue é que comunica esses a outros.

Mas como você sabe, algumas pessoas com TPB tem um senso contraditório de si próprias. Quando o border lhe diz o que ele quer, isso provavelmente é o que ele quer – naquele momento. Depois, ele pode querer outra coisa.

Mas talvez ele não seja capaz de admitir para você – ou para si mesmo – que ele está sendo contraditório por causa da vergonha e ambivalência.

Ele pode até mesmo tentar retratar você como o único confuso.

(fonte: trecho extraído do livro Stop Walking on Eggshells)

3 comentários:

Juliana Galante Magalhães disse...

Muito bom! Adoro a forma como você retrata tão bem as situações de um TPB.
beijos
Juju

Wally elsissy disse...

Obrigada Ju :)

Carla Dias disse...

Comentei esta ambivalência dos Borders no seu post sobre "Negação Absoluta".
Qualquer dia ganho coragem e leio o livro que tenho guardado há anos e ainda novo.
Para já, continuo a preferir ir lendo aos pouquinhos no seu blog.
Obrigada por publicar.
Bjs
Carla

Postar um comentário

Visitas Recentes

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...