Translate

13/01/2011

Borderline - Sentimentos vs Fatos


Em geral, pessoas emocionalmente saudáveis baseiam seus sentimentos em fatos.

Se seu pai chega em casa bêbado toda noite (fato) você talvez se sinta aborrecido ou preocupado (sentimento). 
Se seu chefe lhe elogia por um grande projeto (fato) você se sentirá orgulhoso e feliz (sentimento). 

As pessoas com TPB, contudo, talvez façam o oposto. 

Quando seus sentimentos não se ajustam aos fatos, eles podem inconscientemente revisar os fatos para que se ajustem aos seus sentimentos

Essa pode ser uma razão pela qual a percepção deles dos eventos é tão diferente das suas. 

Vamos dar uma olhada em Minuet (borderline) e seu marido Will. 

Numa sexta-feira à tarde, Will ligou para sua esposa para dizer que ele iria chegar em casa tarde porque iria tomar cerveja com os rapazes depois do trabalho. 
Minuet se sentiu ansiosa, rejeitada e ciumenta. As emoções de Minuet eram confusas e esmagadoras para ela. A fim de compreendê-los, ela concluiu que Will estava fazendo alguma coisa para trazê-los à tona. 

Ela acusou Will de ter um problema com bebidas. Disse que ele era uma pessoa terrível por preferir estar com seus amigos em vez de com ela depois de uma semana de trabalho difícil. 

Ela inconscientemente revisa os fatos para que seus sentimentos façam sentido.

(fonte: trecho extraído do livro Stop Walking on Eggshells)

16 comentários:

Julia Sá disse...

Sim e ai começam todas as acusações do border para com seu parceiro (a) ... TODOS os fatos realizados pelo companheiro(a) serão motivos de acusações desde a forma como este comentou determinado assunto até o que foi feito de almoço no dia ou que roupa a pessoa está vestindo...

Wally elsissy disse...

Pois é... eu tenho vergonha de algumas situações assim. =S
Antes de me conscientizar a respeito do TPB, eu fazia isso.
Mas acreditava piamente que eu estava certa.
Mas felizmente agora consigo evitar essas situações, mesmo que algumas vezes seja muito difícil.

Julia Sá disse...

É verdade Wally ... o que me mantém (na maioria das vezes) tranquila é saber que o border acredita piamente naquelas acusações e quanto a essa certeza eu já aprendi a não mais me desgastar . Gostaria de ler mais sobre essa "lógica" borderline (se já houver me perdoe pois não achei ainda).Uma das discussões mais básicas aqui em casa é a minha tentativa de responder a qualquer pergunta feita pelo meu marido: ele nunca aceita o que eu respondi. Vai sempre me questionar quanto a resposta e dependendo do dia desencadear crises de furia. Se puder me responder ficaria grata. Um abraço, Julia.

Wally elsissy disse...

Julia, eu não sei se entendi o que você está procurando exatamente... seria os mecanismos de defesa?

Se for ei-los:

- -> http://bit.ly/ID_Adesiva

--> http://bit.ly/Negacao

--> http://bit.ly/NegacaoAbsoluta

---> http://bit.ly/Racionalizacao

Se não for, me explica melhor que tento criar uma postagem, caso esteja ao meu alcance.

Abraços

Julia Sá disse...

Wally muito obrigada pela sua atenção. Vou te mandar um e-mail assim fica mais fácil te explicar. Um abraço, Julia.

Pilha Border disse...

Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa isso sou eu...........

Anônimo disse...

Meu marido é borderline, preciso saber.
Ele não planeja nada,não tem paciencia,
tem acessos de furia por pequenas coisas,
e logo depois se comporta como se nada tivesse
acontecido.
me cobra perfeição, faço coisas que me pede,
e depois parece não estar satisfeito, me
agride verbalmente.
Quando esta doente parece se sentir muito carente e fica carinhoso.
Tudo precisa acontecer de forma urgente, e
me aponta defeitos que eu não tenho.

Wally elsissy disse...

De fato, o comportamento dele tem muito das características do comportamento borderline.
Você tem que convencê-lo a consultar-se com um psiquiatra. E se puder acompanhá-lo, melhor ainda.

boa sorte!!

Anônimo disse...

olá queria Wally e Julia,

gostaria de saber si todo border precisa de fato tomar medicação?
meu marido também cobra perfeição de mim e como diz o texto (perfeito)ele modifica os fatos inconscientemente e toma aquilo como verdade,chega à ficar ofendido.Durante uma discussão percebi que ele afirmava com tanta convicção e quando relembrei a sua própria atitude poucos dias antes,ele simplesmente não se dava conta da realidade.Muito desgastante cheguei a pensar que o problema sou eu pq ele me acusava de ser meio louca ,depois me dei conta hj estamos atrás de um tratamento,mas honestamente,será que dou conta????
não dúvido nada de amanhã ele terminar a relação pela milézima vez e me acusar de "desiquilibrada" como inclusive já fez!

abraços me chamo Maria Aparecida sou de M.G

Anônimo disse...

Oi Maria Aparecida,
Certamente a Wally vai te responder mas estava lendo os comentários e, particularmente, acho que a medicação é muito importante no tratamento - ainda mais no início. O tratamento se faz, na maioria das vezes, através de um psiquiatra - que orienta na medicação - e um psicoterapeuta. Algumas vezes, a mesma pessoa faz as duas funções.
A medicação inclui estabilizadores de humor (que servem pra ajudar a controlar essas mudanças bruscas de humor), antidepressivos, ansiolíticos (para controlar a ansiedade), basicamente. Dependendo do caso, os medicamentos variam um pouco pq cada organismo e rotina de paciente contribui para chegar a medicação que melhor vai funcionar para aquele paciente em questão.
A psicoterapia é feita para trabalhar a percepção do paciente de si e do mundo. No caso de borders, é muito interessante que os familiares tb participem da terapia (não necessariamente sempre mas que estejam disponíveis para participarem quando solicitado). É importante que o border aprenda a entender melhor o mundo e vice-versa.
Bem, eu sou border e tomo medicação assim como a maioria que começa a fazer o tratamento e não pára. Acho que é uma eterna busca pra uma melhor qualidade de vida.
Beijos
Maria

Wally elsissy disse...

Não sei se tenho algo mais a acrescentar.
Acho que a Maria disse tudo.
Eu nunca soube que um border não precisou de medicamentos.
Mas não posso afirmar com certeza, claro.
Seja como for, só um bom psiquiatra poderá indicar o tratamento mais adequado.

Beijos pra todas!!!

Anônimo disse...

Wally...meu namorado ou ex,nem sei mais...termina comigo toda vez que eu reclamo de alguma coisa...Se ele chega tarde e eu reclamo ele explode e termina..nunca houve uma discussão onde chegássemos a um consenso...ele simplesmente diz que não precisamos disso e termina.
Fora isso é a pessoa mais maravilhosa,generosa e amorosa q ja conheci.Estou desconfiada q ele é border,o q acha?Ele ja terminou a relação 5 vezes em 2 meses e meio e sempre qdo viaja a trabalho, por msn

Reflexões Borderline disse...

Olá,
É evidente que ele tem algum transtorno.
Mas só esse sintoma não é suficiente para dizer que ele é border.
Dá uma olhada no post de como é feito o diagnóstico borderline:

http://vidadeumaborderline.blogspot.com/2011/01/como-e-feito-o-diagnostico-borderline.html

Abraços!

Ivone disse...

Por favor, me ajude. estou desesperada, minha filha faz medicina , esta no quarto ano, e depois de um rompimento amoroso passou de quatro anos passou a ter um comportamento boderlaine. Esta tomando medicmentos, tre tipos ante depressivo anti psicotico e ansiedade... Será que ela tem condições de continuar o curso com estas medicações??? Sempre foi explosiva, mas é uma pessoa muito inteligente e focada no que quer alçançar.

Ivone disse...

Minha filha tem vinte e cinco anos e esta no quarto ano de medicina na federal. Depois do rompimento de de uma relação amorosa de quatro anos ela desenvolveu o boderlaine de uma forma bem violenta...Esta tomado medicação e estamos tomando todas as medidas cabíveis...será que os medicamentos irão deixa-la sem capacidade de estudar e concluir o curso? Por favor me responda...

Wally disse...

Prezada Ivone, muito obrigada por escrever.

Sua pergunta revela que você está passando por um momento de forte ansiedade. Seria bom para você conseguir pensar de forma adequada, que você procurasse um profissional que soubesse conversar com você. Indico o Dr. Henrique Trejgier, psicanalista especializado em transtorno de personalidade borderline e ansiedade aguda.

O site dele é www.cdpsi.com.br e o e-mail é menteplena@gmail.com

Postar um comentário

Visitas Recentes

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...