Translate

31/01/2011

Como é feito o Diagnóstico Borderline?

Da série: Termos de busca
O termo de busca escolhido: como diagnosticar borderline.

O diagnóstico de TPB é feito quando o paciente apresenta pelo menos cinco dos nove critérios estabelecidos no DSM-IV (Manual de Diagnóstico e Estatística das Perturbações Mentaispara TPB.

Vejamos então quais são tais critérios:

(1) Esforços frenéticos para evitar um abandono real ou imaginado.

(2) Um padrão de relacionamentos interpessoais instáveis e intensos, caracterizado pela alternância entre extremos de idealização e desvalorização

(3) Perturbação da identidade: instabilidade acentuada e resistente da auto-imagem ou do sentimento de self

(4) Impulsividade em pelo menos duas áreas potencialmente prejudiciais à própria pessoa (por ex., gastos financeiros, sexo, abuso de substâncias, direção imprudente, comer compulsivamente).

(5) Recorrência de comportamento, gestos ou ameaças suicidas ou de comportamento automutilante

(6) Instabilidade afetiva devido a uma acentuada reatividade do humor (por ex., episódios de intensa disforia, irritabilidade ou ansiedade geralmente durando algumas horas e apenas raramente mais de alguns dias)

(7) Sentimentos crônicos de vazio

(8) Raiva inadequada e intensa ou dificuldade em controlar a raiva (por ex., demonstrações freqüentes de irritação, raiva constante, lutas corporais recorrentes)

(9) Ideação paranóide transitória e relacionada ao estresse ou severos sintomas dissociativos

Essa lista de critérios do DSM pode ser encontrada na Wikipedia.

Se quiser entender melhor tais critérios, clique aqui para ser direcionado à postagem Sintomas Borderline.

Wally

12 comentários:

Anônimo disse...

oi Wally,

os meus sintomas mais freqüentes estão nos itens:
(1), (2), (6), (8)

estou me aceitando aos poucos e bastante companheira de mim...

estar em companhia deste seu blog, tem me feito bem...

Cássia Santana Ribeiro

Wally elsissy disse...

Oi Cássia

No momento os que mais tem me incomodado são os 2, 4 e 6

Fico feliz que você está gostando do blog!
Obrigada pelo comentário e apareça sempre!!

abraços

Amanda disse...

Eu tenho o (2), (3), (4), (6), (7) e (8). Sempre achei que eu fosse Bipolar. Vou marcar psiquitra!

Anônimo disse...

Eu sou bem os
(1),(2),(3),(5),(6),(7),(8)....

Parece q o q foi escrito no Wiki sobre TPB foi escrito usando eu de modelo, meu Deus, sempre digo p/ analista q aquele é o "manual sobre eu"

abç a todos,
sorte p/ nós.... eu ando me sentindo tão estranha, tão confusa, to nas minhas crises!

Wally elsissy disse...

Vc é a primeira pessoa border que conheço que não tem o critério da impulsividade...

Emily (mm-) disse...

Eu tenho, mas só em um caso: comer de mais ou de menos. Se estiver me achando gorda, como demais e me sinto culpada, ou evito comer, ou como só coisas leves como 2 pratos de salada pro dia inteiro. 1,4, 5,6,7,8 eu com certeza tenho... Mas o que mais me incomoda são os 1, 5, 6 e 8.

Ok, estou ficando com medo.

Anônimo disse...

Eu sempre me arrependo das coisas q falo e faço, sou mt impulsiva e faço de td p n terminar um relacionamento mesmo sem gostar da pessoa, de tds os traços borderlines o unico q n apresento é a mutilação, isso eu nunca fiz, será q tsou border tbm?

Tay. disse...

Peço licença pra esclarecer uma coisa que eu também achava que não fazia mas sempre fiz, mesmo sem perceber que se tratava de um tipo de automutilação.

Anônim, automutilação não se deve ser considerado apenas o ato de se cortar. Inclui qualquer tipo de atividade ou ato que você possa se prejudicar fisicamente e/ou deixar marcas. Por exemplo: você se importa com sua saúde, ou se vai ficar doente, se vai se machucar? Eu me arranho e achava que isso não era automutilação, apenas mania. Entre outras coisas que eu ACHO, não tenho certeza, mas acho que pode se encaixar aí também é o fato de tomar grande quantidade de remédios. Mas isso já fica na linha entre mutilação e tentativa de suisício, que já é uma forma de mutilar-se.
Não é necessário ter TODOS os traços. Espero que você consiga procurar um médico.

Reflexões Borderline disse...

É isso mesmo Tay.
Assim como dirigir em alta velocidade também é considerada auto-mutilação.
Obrigada por ajudar a esclarecer :)

Tay. disse...

De nada. Acho que estou ficando experiente no assunto. Feliz ou infelizmente.

Anônimo disse...

Obrigada pelo comentário, realmente nao vou ao médico ,sou desleixada com a saúde e inclusive sofri um acidente de moto q me deixou sequelas por estar em alta velocidade, alem de viver arranhada e fumar maconha para me sentir mais calma ja que sou muito ansiosa, sinto q estou me auto prejudicandpo, mas acho q nao quero enxergar a realidade, obrigada pelos comentários e sorte p vcs !! abraço

Reflexões Borderline disse...

Eu também sou meio acomodada, não apenas com a saúde, com tudo.
Estou tentando mudar, mas não é fácil, não =/
Mas insisto que sem tratamento não podemos viver bem e se não nos tratamos não temos nem o direito de nos queixarmos da vida, afinal não estamos tentando, não é mesmo?

Postar um comentário

Visitas Recentes

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...