Translate

03/04/2011

Batismo em Lago Gelado causa Polêmica

Surgiu na internet um vídeo amador de um menino nu, aos berros, sendo mergulhado por um padre em um lago semicongelado na Sibéria.

O garoto aparentava ter no máximo cinco ou seis anos.

Envolto em um cobertor, enquanto adultos vestem casacos de pele, o menino é carregado  em direção a um buraco cortado no gelo de um lago congelado e, sem o cobertor, imerso três vezes na água – obviamente contra a sua vontade –, enquanto um padre ortodoxo conduz uma cerimônia de batismo.

Acredita-se que a cerimônia tenha ocorrido em local próximo à cidade siberiana de Irkutsk, em 19 de janeiro, no festival ortodoxo russo chamado Epifania, comemorando o batismo de Jesus Cristo.

Como a Igreja Ortodoxa Russa acredita que Jesus Cristo foi batizado em janeiro, muitos creem que mergulhar nu em água gelada é uma boa forma de limpar-se de seus pecados.

Alguns levam consigo seus filhos – até mesmo recém-nascidos – para mergulhá-los também.

A crença popular de que mergulhar três vezes em um buraco no gelo durante a Epifania apagará seus pecados na verdade não recebe o endosso da Igreja Ortodoxa, que tampouco defende que o batismo seja feito sob baixas temperaturas – ou sequer ser feito durante a Epifania, explica Yakov Krotov, padre ortodoxo de Moscou.

Quanto ao menino sendo forçado a mergulhar na Sibéria, Krotov diz não aprovar a conduta dos pais, de não levar em consideração a opinião de uma criança com idade suficiente para opinar sobre seu batismo.

“Não importa se (a cerimônia) acontece em um buraco no gelo ou em uma igreja, um padre nunca pode ser abusivo”, afirma ele. “Isso não está certo.”

Irina Yefremova, pediatra do Centro de Medicina Esportiva de Moscou, adverte que mergulhar uma criança em águas tão frias, mesmo que por alguns segundos, pode provocar diversos problemas – desde simples resfriados até perda de consciência.

O coração das crianças pode simplesmente parar, diz a especialista.

Natalya, 22, é uma das pessoas que mergulharam em um buraco no formato de cruz feito no Rio Moscou neste ano.

"Eu nunca tinha sequer tomado um banho gelado antes disso e estava com um pouco de medo, mas todos diziam que a água era sagrada e limparia meus pecados, então fui adiante”, disse ela.

Natalya diz ter adorado a experiência, apesar de considerar que foi também doloroso mergulhar num momento em que a temperatura externa era de -26ºC. “Era como se o corpo estivesse sendo picado por mil agulhas ao mesmo tempo." 

Assista abaixo como é realizado um batismo ortodoxo no gelo:


.
Quer saber? Fanatismo me enoja!!

7 comentários:

BEM CAPAZ disse...

Que loucura.
E assim em nome de Jesus muitos até morrem e matam.
Belo post.

Marcos Antonio disse...

Olá Wally, realmente é um ritual extremamente cruel, também acho desnecessário demonstrar a fé com esse tipo de atitude, mas como diz a sabedoria popular, religião, futebol e política cada um tem a sua e discutir isso pode ser um problema.


Abraços

Wally elsissy disse...

É sim, Marcos.
Só que enquanto a religião está afetando apenas quem a segue, ótimo! Faça o religioso o que quiser com sua vida.
Agora, a partir do momento que ela afeta outros ao seu redor, alguém tem que intervir sim.
Onde já se viu batizar crianças num lago gelado?
Ilegalmente ainda???
Fala sério!!!

Driele disse...

DURANTE SECULOS AS PESSOAS TEEM COMETIDOS ATROCIDADES EM NOME DEUS
TRISTE É VER Q ESSE TIPO DE COISA AINDA TEM LUGAR NO SECULO 21

Nathan Rodrigues disse...

Uma pessoa que conhecesse a bíblia saberia que uma criança não possui pecados, uma vez que não possui maturidade mental de discernimento do certo e errado. Por isso eu não acredito em religião e sim em fé. A religião condena, oprime e e mata. A fé traz paz, vida e amor.

Anônimo disse...

Detesto cristianismo mais uma perca de tempo, Cristo é interessante, mas o que colocam ao redor dele é uma merda.aff fanatismo.. tenho nojo de cristianismo, nunca serviu para nada, mataram pagões, godos, ostro godos, vice godos, etc.. são ignorantes, tapados e não estudam, ninguém merece, os pecados estão dentro de nós, somos o dêmonio de nós mesmos,´água não tira isso, se fosse assim todo mundo tava livre, afinal todo dia tomamos banho, o que esperar de um povinho que perseguiu e matou tudo que era diferente deles.

Wally disse...

Anonimo, você está no seu direito.
Já, eu, sou cristã e detesto QUALQUER TIPO de fanatismo. Não apenas religioso, inclusive esportivo. Tudo o que é exagerado, faz mal. Acho um absurdo quando vejo pessoas morrendo de ataque cardíaco por causa de um jogo de futebol. Assim como também acho um absurdo pessoas que matam seus semelhantes em nome de uma religião... e por aí vai...

Postar um comentário

Visitas Recentes

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...