Translate

31/12/2010

Um Novo Livro

"Nós abriremos o livro. 
Suas páginas estão em branco. 
Nós vamos pôr palavras nele. 
O livro chama-se Oportunidade 
e seu primeiro capítulo 
é o Dia de Ano Novo." 

(Edith Lovejoy Pierce)


Que sejamos sábios 
em aproveitar as oportunidades 
que estão por vir.

Feliz 2011!

Wally

O que a Vida me Ensinou em 2010

Eis o que aprendi por experiência própria nesse ano que passou...

- Para conviver sem problemas com a imperfeição dos outros, eu preciso primeiramente, aceitar minha própria imperfeição.

- A amizade verdadeira está em decadência. 

- Para amar o próximo, eu preciso primeiramente, amar a mim mesma.

- Muito mais importante do que ser aceito por um grupo qualquer, é aceitar-se a si mesmo.

- Nadar e morrer na praia é melhor do que ficar boiando a vida toda.

- Usar máscaras e forçar um sorriso, nem sempre é sinônimo de hipocrisia e fazer cara bonita quando você não está nada bem não necessariamente significa falsidade.

- A verdade dita com má intenção supera em muito qualquer tipo de mentira.

- Chorar sobre o leite derramado não vai limpar a sujeira mas vai aliviar a dor no peito.

- Se preocupar com o que os outros pensam a nosso respeito é uma grande  e inútil perda de tempo.

- Mesmo quando tudo parece difícil e acreditamos que chegamos ao nosso limite, ainda temos forças pra seguir adiante.

- Para poder julgar alguém, temos que ser ausentes de defeitos.

- Agradar a todos é uma utopia.

- Mudar é SEMPRE possível. Basta querer e... agir!

- Aprender a dizer NÃO é uma questão de sobrevivência emocional.

- Manifestar nossa opinião é um direito. Respeitar a opinião alheia é um dever.

- Buscar a aprovação de outrem é como dar um tiro no escuro.

- Viver em prol de alguém é viver algemado.

- Por trás de uma boa ação há sempre uma segunda intenção ainda que inofensiva seja consciente ou inconscientemente.

- Acreditar que o tempo ameniza a saudade de um ente-querido que partiu é acreditar numa mentira deslavada! 

- O respeito, e não o amor, é o alicerce que mantém um relacionamento.

- Tolerar o erro não significa ser conivente com o mesmo.

- Religião não se ensina, mostra-se na vida.

- Ninguém nasce bom. Torna-se bom. 
Ninguém torna-se mau. Permanece-se mau. Todos nascem maus mas nem todos assim permanecem. 
Tornar-se bom é uma escolha possível e ao alcance de todos!

Wally elsissy


Tradições de Ano Novo em Alguns Países

Itália

O ano novo é a mais pagã das festas, sendo recebido com Fogos de artifícios, que deixam todas as pessoas acordadas. 
Dizem que os que dormem na virada do ano dormirão todo o ano e na noite de São Silvestre, santo cuja festa coincide com o último dia do ano. 
Em várias partes do país, dois pratos são considerados essenciais: 
O pé de porco e as lentilhas. 
Os italianos se reúnem na Piazza Navona, Fontana di Trevi, Trinitá dei Monit e Piazza del Popolo.
Estados Unidos 

A mais famosa passagem de Ano Novo nos EUA é em Nova Iorque, na Time Square, onde o povo se encontra para beber, dançar, correr e gritar. 
Há pessoas de todas as idades e níveis sociais. 
Durante a contagem regressiva, uma grande maçã vai descendo no meio da praça e explode exatamente à meia-noite, jogando balas e bombons para todos os lados.
Austrália 

Em Sydney, uma das mais importantes cidades australianas, três horas antes da meia-noite, há uma queima de fogos na frente da Opera House e da Golden Bridge, o principal cartão postal da cidade. 
Para assistir ao espectáculo, os australianos se juntam no porto. 
Depois, recolhem-se a suas casas para passar a virada do ano com a família e só retornam às ruas na madrugada, quando os principais destinos são os “pubs” e as praias.
França 

O principal ponto é a avenida Champs-Elysées, em Paris, próximo ao Arco do Triunfo, cada um com sua garrafa de champanhe (para as crianças sucos e refrigerantes). 
Alguns vão ver a saída do Paris-Dacar, no Trocadéro, que é marcada para a meia-noite. 
Outros costumam ir às festas em hotéis.
Brasil 

No Rio de Janeiro, precisamente na praia de Copacabana, onde a passagem do Ano Novo reúne milhares de pessoas para verem os fogos de artifício. 
As tradições consistem em usar branco e jogar flores para “Yemanjá”, rainha do mar.
Inglaterra 

Grande parte dos londrinos passa a meia-noite em suas casas, com a família e amigos. 
Outros vão à Trafalgar Square, umas das praças mais belas da cidade, à frente do National Gallery. 
Lá, assistem à queima de fogos. 
Depois, há festas em várias sítios da cidade.
Alemanha 

As pessoas reúnem-se no Portal de Brandemburgo, no centro, perto de onde ficava o Muro de Berlim. 
(fonte: MiniWeb Educação)

Depoimento Borderline - Exageros Bizarros

É importante que amigos e parentes de pessoas com TBP percebam que nós somos muito mais do que nosso comportamento. 

Nós não somos “coisas” que devem ser “manuseadas” ou “tratadas”.
Como se dissesse: “Como se manuseia um borderline?” 

As pessoas devem tentar sentir empatia.

O comportamento e os sentimentos do borderline são apenas exageros bizarros de sentimentos e comportamentos que são normais.


(fonte: trecho extraído do livro Stop Walking on Eggshells)

30/12/2010

Um Calendário de R$1.000.000

A joalheria Ginza Tanaka, em Tóquio (Japão), criou um calendário 2011 feito de ouro puro que custa 55 milhões de ienes (cerca de R$ 1,1 milhão). 

Foram utilizados seis quilos de ouro na confecção do calendário luxuoso.


Passageiro Borderline



A maioria de nós aceita certas coisas como determinadas, tais como nossos gostos e desgostos, nossos valores, nossa opinião religiosa, nossas posições em assuntos importantes, e nossas preferências de carreira.

Mas a procura nunca termina para pessoas com TPB.
Falta neles um sentido essencial de si mesmos, assim como lhes falta um sólido senso sobre outros.


Sem um sentido de si mesmo para apegarem-se, eles são como passageiros na plataforma de um navio durante um furacão, sendo danificados e lançados pra lá e pra cá.
No meio da fúria, olham freneticamente ao redor, procurando por algo – qualquer coisa – para se agarrarem.
Mas tudo que vêem são outros passageiros usando salva-vidas, agarrados ao mastro por segurança.

Enquanto mais uma onda brame sobre a plataforma, eles se agarram firme no mastro de alguém por sua preciosa vida.

Mas o salva-vidas é somente para uma pessoa.
E o poste não pode resistir à união dos pesos e começa a rachar...

(fonte: trecho extraído do livro Stop Walking on Eggshells)

29/12/2010

Eletrovaginograma

Há certos experimentos científicos que é melhor deixar para os cientistas explicarem com suas próprias palavras, no caso, quatro pesquisadores da Universidade do Cairo, no Egito. 

Aqui vai o objetivo do eletrovaginograma: 

“Investigamos a hipótese de que a vagina gera ondas elétricas que afetam sua contração durante a pressão exercida pelo pênis”. 

A conclusão é, sim, pode-se medir
O resumo do trabalho, em inglês, está Aqui

(fonte: IG)

Retrospectiva do Planeta Bizarro

video

Quem Precisa de Um Filho?!

Cisne Negro

Sinopse: 'Cisne Negro' é um thriller psicológico ambientado no mundo do balé da Cidade de Nova York. Natalie Portman interpreta uma bailarina de destaque que se encontra presa a uma teia de intrigas e competição com uma nova rival interpreta por Mila Kunis. Dirigido por Darren Aronofsky (O Lutador, Fonte da Vida), Cisne Negro faz uma viagem emocionante e às vezes aterrorizante à psique de uma jovem bailarina, cujo papel principal como a Rainha dos Cisnes acaba sendo uma peça fundamental para que ela se torne uma dançarina assustadoramente perfeita.

Curiosidades: Portman e Kunis terão uma cena de sexo induzido por ecstasy, agressivo e violento.

Quais São os Medicamentos Para Borderline?

Da série: Termos de busca

Eu já perdi as contas de quantas pessoas chegaram até meu blog procurando medicamentos para o TPB!

A questão é que até o momento não há um medicamento específico para tratar esse transtorno.

O TPB é tratado com  anti-depressivos, anti-psicóticos e estabilizadores de humor (não necessariamente todos esses) concomitantemente com sessões de terapia. Não há um anti-depressivo específico para o TPB, nem um estabilizador de humor exclusivo para tratar o border e assim por diante.

O psiquiatra deverá escolher o medicamento que seja adequado para cada paciente em particular. Pode acontecer de o medicamento ter que ser trocado diversas vezes até  se encontrar o mais apropriado.
Mesmo porque muitas vezes o TPB vem acompanhado de algum outro transtorno, como TOC, Bipolaridade etc

Para mais detalhes leia o post abaixo:
  Tratamento Borderline
Wally

Frio? Nunca Mais!

Você é uma pessoa friorenta?
Daquelas que se enchem de camadas e mais camadas de roupas para afastar o frio? Bem, saiba que você pode acabar com esse problema...

Um comerciante em Bromsgrove, no Reino Unido, onde a temperatura no inverno chega a menos 13ºC (13º negativos) , encontrou a solução para aquecer seus funcionários que reclamavam por ele deixar a porta  aberta, o que resfriava em muito o interior da loja.

Depois de comprar casacos para seus empregados que continuaram choramingando por causa do frio, Martin Connellan decidiu contratar James Kerwin para por um ponto final no problema!

Mas quem é James Kerwin?
Um mestre em hipnose.

O Dito-Cujo garantiu que os empregados de Martin nunca mais sentiriam frio. Todos participaram de uma atividade de apenas cinco minutos.

- A questão é toda da mente sobre a matéria. É um caso de reprogramar pessoas, como você faria com um computador. Você pode fazer pessoas pensarem de forma diferente sobre como elas se sentem.

Veja o depoimento de Adam Hood, de 27 anos, um dos funcionários da loja:

Eu definitivamente me sinto muito mais quente do que eu estava. Por toda minha vida tive mãos frias, mas agora não sinto mais. É estranho como você pode ir de um extremo para o outro assim. Eu sou muito cético, então não achei que ia funcionar. Mas logo estavam todos reclamando de tanto calor que estavam sentindo.


28/12/2010

Desempregado... e Agora??

Como agir ao perder o emprego?

Pra você que espera começar o ano de 2011 arrebentando no mercado de trabalho eis aqui algumas dicas de Sonia Jordão - Autora do livro "A Arte de liderar":

• Primeiro, não se deixe abater pelo desespero. As empresas não querem saber que você precisa delas, mas sim o que você pode fazer por elas.

• Saiba que empresas que só empregam pessoas que precisam de trabalho, aqueles coitadinhos, não pagam o que valem. Empresas, que querem profissionais competentes e que pagam o que eles merecem, buscam, no mercado, profissionais que podem ajudá-las a crescer.

• Jack Welch, considerado o maior executivo do século passado, diz que 10% dos profissionais estão prontos para serem mandados embora. Se você foi dispensado porque a empresa precisava diminuir o número de colaboradores, em algum momento de crise, provavelmente, fazia parte dos 10%. As pessoas que ajudam a empresa a ir para frente, mesmo em momentos de crise, ficam. Analise onde errou. Veja como agia nos últimos tempos em seu trabalho. Aprenda com seu erro!

• Monte uma estratégia para passar pelo processo de seleção. O que mais tira pessoas de vagas em que, com certeza, poderiam ter sucesso não é o conhecimento, mas sim o lado psicológico. Evite ser um derrotado. Mostre que você aprendeu e cresceu profissionalmente com seus erros. Seja um otimista e não um pessimista. Mostre o que pode fazer de bom pela empresa.

• Não fique lamentando o que já passou, senão não vai enxergar as novas oportunidades que aparecerão.

• Converse com ex-colegas e ex-chefes.
Descubra onde errou e mude para melhor. Dizem que “pau que nasce torto morre torto”. Já que você não é pau, mude. 
Só não erra aquele que nada faz!

• Peça ajuda. 
Procure as pessoas que você acha que podem te ajudar e ofereça trabalho. Mas tome cuidado porque ninguém irá te indicar se não confia em você.

Como Impor Limites a um Borderline

Da série: Termos de busca
Termo de busca escolhido: como impor limites a um borderline

Vejamos o que diz Tom, que tem TPB, como se sente a respeito de limites:

"Eu estava trazendo a tona pensamentos de que o relacionamento íntimo perfeito não tinha limites. Limites só significavam uma brecha entre as pessoas. Limites significavam que eu tinha que estar sozinho, separado, sem nenhuma identidadeEu não me sentia bom o bastante para ter uma identidade distinta. Eu precisava estar ou totalmente emaranhado ou totalmente isolado."

O que acontece é o seguinte: Um borderline não sabe como estabelecer limites de maneira saudável.
No entanto, ajustar limites pessoais ajuda tanto o cuidador quanto o border

Eis algumas dicas:

- Não sofrer devido às ações ou reações do border.
- Não fazer pelo border o que ele pode fazer por e para si mesmo.
- Não impedir uma crise se isso está no curso natural dos eventos
- Não permitir-se ser usado ou abusado por causa de seu interesse  na recuperação do border.
.
Os limites pessoais lhe dizem onde você termina e onde outros começam. 
Os limites definem quem você é, o que você acredita, como você trata outras pessoas e como deixa que outros o tratem.

Como a casca de um ovo, os limites lhe dão forma e o protegem
Como as regras de um jogo, eles trazem ordem para sua vida e lhe ajudam a tomar decisões que o beneficiem.

Se você está sempre sob a fantasia dos desejos de alguém, sua vida pode girar fora de controle. 
As pessoas com TPB tendem a mudar as regras, agir impulsivamente e exigir atenção na hora em que elas querem, não os outros.

Os limites podem ajuda-lo a lidar com esses comportamentos para que você não se sinta como um fantoche num cordão.

Limites saudáveis são um tanto flexíveis, como uma peça leve de borracha. Você pode curva-lo e ele não quebra. Quando seus limites são muito flexíveis, contudo, as violações e intromissões de outros podem ocorrer.

Por outro lado, quando seus limites são muito inflexíveis, as pessoas talvez o vejam como frio e distante. Isso é porque limites inflexíveis podem agir como uma defesa – não apenas de outros, mas também de seus próprios sentimentos.

Seguem-se exemplos de como pessoas com bons limites emocionais agem de uma maneira que respeita seus próprios pensamentos e sentimentos:

Martha (borderline) e Tom, que estão tendo dificuldades no casamento, tem uma filha de dezesseis anos de idade, Tanya. Numa tarde, Martha e Tanya estavam caminhando quando Martha começou a divulgar detalhes sobre seus problemas maritais para Tanya. A adolescente imediatamente pediu que sua mãe contasse isso a uma amiga ao invés dela, dizendo que ela preferia não saber os detalhes pessoais.

Dan acreditava que seu pai tinha Transtorno de Personalidade Borderline. Seu irmão mais novo, Randy, discordava. Dan já não via seu pai por um ano, enquanto Randy jantava com ele uma vez por semana. Dan e Randy se sentiam livres para discutir suas opiniões a respeito de seu pai embora tivessem pontos de vista diferentes. E ambos gostavam de seu relacionamento de irmãos, percebendo que isto está separado de seus relacionamentos com o pai.

Os limites pessoais não dizem respeito a controlar ou mudar o comportamento de outra pessoa. De fato, eles não tem nada a ver com outras pessoas. Eles tem a ver com você, e o que precisa para cuidar de si mesmo.

Por exemplo, você talvez não seja capaz de impedir que parentes intrometidos lhe perguntem repetidamente quando planeja começar uma família. Mas você pode controlar se vai ou não responder a essas perguntas e quanto tempo passará com essas pessoas.
.
“O direito de dizer ‘não’ fortalece as fronteiras emocionais. Produz assim a liberdade de dizer ‘sim’, o respeito pelos sentimentos, a aceitação das diferenças e a liberdade de expressão.”

(fonte de estudo:  livro Stop Walking on Eggshells)

27/12/2010

Crab Vendor Machine

A cidade chinesa de Nanjing, na província de Jiangsu, instalou uma máquina que vende caranguejos vivos

O equipamento criado por Shi Tuanjie, presidente de uma companhia industrial de caranguejos, foi colocado em uma estação de metrô.

A máquina vende, em média, 200 crustáceos por dia. Dependendo do tamanho e espécie, o preço vai de 10 yuans (R$ 2,50) a 50 yuans (R$ 12,80).


(fonte: G1)

Visitas Recentes

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...