Translate

27/03/2011

Amputação Emocional


Me disseram que eu não podia ser verdadeira o tempo todo. Então amputei a verdade que havia em mim. Hoje vivo uma vida de mentira, de faz de conta.

Me disseram também que amar demais era ilegítimo... perigoso. Então amputei o amor que havia em mim, pois não consegui amar pela metade. E o amor que eu tinha... sufocava.

Hoje tenho uma máscara que se diz: amor. Uso-a quando tenho que demonstrar esse sentimento exaurível que já há tempos não existe de verdade.

Me disseram ainda que não devo compartilhar tudo o que faço. Pois 'O que os outros vão pensar?' - me disseram! 

Então amputei a sinceridade que havia em mim. E uso uma máscara com auréola para me proteger.

E assim fui amputando... sentimento após sentimento. Até sobrar um toquinho de mim.

Guardo minhas máscaras em uma gaveta onde tenho fácil acesso.
Visto uma logo que acordo. Troco de máscaras quando vou ao trabalho. Quando saio...

Tenho uma para cada ocasião.

Minha face é genuína apenas quando estou só.
É quando me dispo de toda a falsidade e mergulho no meu eu verdadeiro.

É quando esqueço que máscaras existem.
É quando sou eu mesma... nua e crua...

Wally elsissy

6 comentários:

Juliana Galante Magalhães disse...

Tão sincero... Tão doloroso...

Julia Sá disse...

O importante é não esquedcer quem você é. Nunca. Eu quase esqueci... mas estou em processo de recuperação de dados... Força!

Simplesmente Josi... disse...

Quase nunca uso máscaras, minha sinceridade é espontânea e quase sempre isso me prejudica.
Mas achei muito forte suas palavras, não deixe de ser quem você é Wally!

Wally elsissy disse...

Eu também era assim, Josi.
Mas decidi mudar e ser como "todo mundo" se não, não sobreviveria...

Tay. disse...

Minha sinceridade chega a ser cruel! Mas visto máscaras pra fingir que estou bem... acho que todos fazemos isso...
Mas quando estou só não uso máscaras... pois não sou ninguém. É como se estivesse... desaparecendo, devagar, mas rápido.

Tatiana Russo de Campos - Escritora e Artista Plástica disse...

Também vivo de máscaras. Wally, é isso tudo que você descreveu. Finalmente alguém entende o que passo. Mas, no caso, as máscaras são para eu sobreviver. Mas tenho esperanças de viver!

Com admiração e grata pelo apoio.
Tati

Postar um comentário

Visitas Recentes

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...