Translate

22/07/2010

Boas e Más Maneiras ao Redor do Mundo

Comeu bem? Então arrote!

Na China, em Taiwan e em boa parte do Extremo Oriente, o arroto é considerado um cumprimento ao chefe de cozinha

E indica que a pessoa comeu bem e apreciou a refeição.
Cuidado com os pés.

Na maior parte do Oriente Médio e do Extremo Oriente é considerado um insulto apontar os pés para outra pessoa - especialmente a sola do sapato, que jamais deve ser mostrada. 
Nunca se deve colocar os pés para cima.


Mais do que um pedaço de papel.

Na maioria dos países asiáticos o cartão de visitas é visto como uma extensão da pessoa. 
Daí que dar pouco valor ao cartão - dobrando-o, escrevendo nele ou guardando-o sem olhá-lo com atenção - equivale a desrespeitar quem o ofereceu.
Saindo do aperto.


É meio estranho um aperto de mãos mole - dá a impressão de pouca disposição por parte de quem cumprimenta.

Só que em boa parte do Oriente - e em particular nas Filipinas - um aperto de mão mais forte, daqueles de esmagar os ossos, é entendido como uma agressão, equivalente a apertar qualquer outra parte do corpo.

Em pratos limpos.


Num jantar na China nunca tente limpar o prato para dar mostras de boa educação. Quem oferece o jantar pode ser visto como rude se não se mantiver enchendo seu prato. 
Para demonstrar o reconhecimento pela generosidade de seu anfitrião, deixe um pouco de comida a cada prato servido.
Dá um dinheiro aí...


No Japão e na Coreia as gorjetas são consideradas um insulto, e não um cumprimento. 
Para japoneses e  coreanos tradicionais aceitar gorjeta equivale a mendigar.

Linguagem Corporal.




O sinal de OK, com o indicador e o polegar fazendo um círculo e os outros dedos levantados, é bem aceito nos EUA, mas na Alemanha e na maior parte da América do Sul é visto como uma das ofensas mais  graves.
Já na Turquia o gesto equivale a chamar alguém de homossexual.

Mão boba.


Na Grécia é extremamente ofensivo fazer qualquer sinal que mostre as palmas das mãos abertas. 
Não se deve acenar mostrando a palma da mão, nem levantar a mão aberta para fazer alguém parar.
Para dar tchau na Grécia é preciso apontar a palma da mão para dentro, como faz a família real...
Chiclé fora da lei.


Muita gente acha feio mascar chiclé .
Na França, na Suíça e em Luxemburgo isso é visto como algo vulgar.

E Cingapura vai além de muxoxos - lá é ilegal mascar chiclé desde 1992, quando o povo se cansou de ter que raspar da calçada a goma mastigada e cuspida. 

De canhota.


Na maioria dos países árabes a mão esquerda é considerada suja, o que torna extremamente grosseiro usá-la para cumprimentar alguém - tanto com um aperto de mãos quanto acenando. 

Também é falta de educação passar comida para alguém usando a mão esquerda. O motivo? No deserto, sem papel higiênico, as pessoas se limpavam com a mão esquerda. Como não havia água para lavá-la depois, a sujeira era removida na areia. Enquanto isso, a mão direita era mantida sempre limpa.

5 comentários:

Cristiane disse...

gostei...interessantes essas diferencas, nao e?

Wally elsissy disse...

Crissssss! Que saudades dos seus comentários!!!!

Nathan Rodrigues disse...

so good

simonebarbariz disse...

Ainda bem q poucas pessoas, aqui no Oriente Médio, se importam se eu estou comendo ou não com a mão esquerda... Sou canhota e só sei comer com ela.

Wally elsissy disse...

Nossa, ainda bem mesmo!!!
Porque tem gente que REALMENTE se incomoda ao ver alguém comendo com a mão esquerda.
No Egito mesmo tem...

Postar um comentário

Visitas Recentes

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...