Translate

26/04/2010

Quando a TPM bate à minha porta!

"Bendita a mulher que não sofre de TPM"

Esse tem sido meu pensamento nos últimos anos pelo menos uma vez por mês, quando a maldita TPM chega batendo em minha porta sem piedade.

De todas as minhas alunas e amigas, com as quais tenho conversado a respeito, apenas 2 ou 3 não sofrem desse transtorno.
Na minha opinião é um transtorno de personalidade passageiro.
Pelo menos no meu caso, eu me transformo em outra pessoa.

Minha personalidade muda drasticamente. Não fica praticamente nada de mim mesma.
É como se um ser estranho tomasse conta de mim.

Um ser maligno, que amaldiçoa qualquer coisa e pessoa que me contraria ou simplesmente atravessa meu caminho. Fico impaciente e busco qualquer motivo pra brigar.

Até mesmo uma pessoa andando devagar na minha frente numa calçada, é vítima dos piores pensamentos que muitas vezes eu gostaria que se tornassem realidade.

E nessa época sinto desprezo enorme por criaturas infantis, especialmente as que são mimadas e não ficam quietas. 

Salvo as que tem minha proteção permanente, pois sou muito seletiva com crianças, independente desse período de
Tensão PMenstrual.


Quando a TPM se despede, fico até com vergonha de tudo que pensei e desejei.

Se pensamento fizesse mal ou matasse, acredito que eu já teria me tornado uma assassina em potencial nesse período trágico que dura pelo menos 5 dias todos os meses.

Tenho taquicardia, desconfio de tudo e de todos, fico extremamente irritada, além dos sintomas físicos, tais como dores no corpo, enxaqueca e dores terríveis nas pernas. 

Sem contar a depressão que toma conta de mim e me leva à um poço sem fundo.

Não gosto muito de doces, nem de chocolate. Mas quando a maldita TPM me visita, traz consigo o desejo imenso de comer muito chocolate e muito doce. 

O pior de tudo é que todos os sintomas que surgem nessa época me fazem um mal terrível. Todos sabemos que para ter uma vida saudável, não se pode dar lugar à mágoa.

Até um tempo atrás, eu derramava lágrimas até quando assistia alguns comerciais na TV.
Ultimamente isso tem mudado e tem dado lugar a uma irritação quase intolerante.

Desde que comecei a tomar Sertralina, os sintomas aliviaram bastante. Ou pelo menos o medicamento me dá consciência que estou na TPM, que isso logo vai passar,  e normalmente, com a ajuda do medicamento, consigo controlar um pouco o que penso e mais ainda o que digo.

Enfim, como eu disse no início:
"Bendita a mulher que não sofre de TPM"

2 comentários:

Nadir Araújo disse...

Amei a figura =D

Wally elsissy disse...

Hahaha é a minha cara :P

Postar um comentário

Visitas Recentes

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...