Translate

27/11/2011

Da Obesidade à Anorexia

Uma britânica de 25 anos perdeu 76 quilos em dois anos após aderir a um regime radical. De 120 quilos, Alice Vinall passou a pesar 44,5 quilos, de acordo com reportagem do jornal inglês “The Sun”.

Alice conta que começou a fazer exercícios pesados e passou a comer apenas uma refeição por dia. Com o organismo debilitado, ela chegou até a desmaiar.

A jovem foi internada numa clínica especializada em distúrbios alimentares, onde durante 18 meses passou por uma dieta especial até atingir cerca de 70 quilos. 

“Ser gorda quase me matou. Quando saí da clínica, quebrei a balança do banheiro com um martelo. Agora estou feliz por estar viva”, declarou.

3 comentários:

Tay disse...

Achei ela mais bonita quando anoréxica, sinceramente. Mas pelo menos agora ela está melhor e mais saudavel. O que a midia nao faz as pessoas se tornarem... :/

Nadir Araújo disse...

Bom, a cara dela na foto da anorexia tá triste de feia, parece até mais velha uns bons anos...
O_O

Bom, só sei de uma coisa, eu cheguei aos 90kg, hoje estou com 70kg e posso dizer com propriedade que gordura faz mesmo o individuo infeliz...

Kalili disse...

Durante minha infância fui vítima de bullying por ser uma criança mais alta do que as outras e também por ser gorda. No entanto, o que sempre me incomodou não era o fato de me sobressair devido a minha altura em comparação com as demais crianças da minha idade, mas sim porque todos me apontavam como "gorda" e não a "alta". As pessoas tendem a fixar seu juízo de valor sobre o outro buscando o "pior" defeito.
Aos 17 anos de idade, não aguentava mais ser taxada de gorda pelas pessoas e tomei uma atitude radical. Iniciei atividade física por conta própria de segunda a segunda duas horas por dia. Minha alimentação era extremamente restrita. Tenho 1.78m e na época pesava 87 kg. Em menos de 01 ano eliminei 30 kgs. Quanto mais emagrecia mais ficava feliz, principlamente com os elogios e a cara de espanto das pessoas que me magoaram. Estava obcecada e me sentia vitoriosa. Todavia, comecei a sentir aversão pela comida. O ato de comer ao invés de ser algo prazeiroso se tornou um inferno. Na minha mente se comesse, mesmo com moderação e supervisão médica, seria infeliz pois tinha muito medo de engordar novamente. Até que um dia passei muito mal e meus pais me levaram no hospital. Tive paradacardiorespiratória, princípio de morte súbta, úlcera, excesso de betacaroteno. Enfim, quase morri e magoei muito a minha família. Depois de 03 anos de tratamento consegui me recuperar, não totalmente porque até hoje sou neurótica em relação a calorias, tabela nutricional, balança, me tornei vegetariana.
Kalili

Postar um comentário

Visitas Recentes

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...