Translate

18/09/2012

Aceleração & Depressão

"Olá, como vai ?
Eu vou indo e você, tudo bem ?
Tudo bem eu vou indo correndo
Pegar meu lugar no futuro, e você ?
Tudo bem, eu vou indo em busca
De um sono tranquilo, quem sabe ...
Quanto tempo... pois é...
Quanto tempo...
Me perdoe a pressa"

A velocidade da vida moderna não nos permite parar para ver o que estamos atropelando. E essa urgência é o que torna as coisas passageiras, irrelevantes e supérfluas.

A finitude é o modo fundamental do ser: “Se quisermos vir a ser o que somos, não podemos abandonar a finitude ou nos iludirmos quanto a ela. Muito ao contrário, precisamos protegê-la ”.

1 comentários:

Tatiana Russo de Campos - Escritora e Artista Plástica disse...

Ainda ontem comentei com uma amiga, talvez a única que eu tenha em Florianópolis atualmente:
"Não posso viver todos os dias em um só".
Bacana o post, Wally.
Parabéns,
Beijos,
Tati

Postar um comentário

Visitas Recentes

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...